Negócios na China: governo baiano busca abrir mercado oriental para exportação de frutas industrializadas

Governo baiano busca abrir mercado oriental para exportação de frutas industrializadas.
Governo baiano busca abrir mercado oriental para exportação de frutas industrializadas.
Governo baiano busca abrir mercado oriental para exportação de frutas industrializadas.
Governo baiano busca abrir mercado oriental para exportação de frutas industrializadas.

Maior produtor de frutas de mesa, (uva e manga) de exportação do Brasil, o Vale do São Francisco pode passar a exportar sucos e frutas desidratadas e em compota para a China. Esse é o objetivo das negociações que estão sendo realizadas pela missão da agropecuária baiana à República Popular da China com a Sun-Daity Shandong Shengdetai Food Co. “Eles são detentores de alta tecnologia, têm nhow how de industrialização, e os nossos fruticultores tem nhow how de produção. Essa junção deve gerar excelentes resultados”, disse o secretário estadual da Agricultura, Eduardo Salles, entusiasmado com os resultados que estão sendo colhidos na China.

Diretor-presidente da Special Fruit e representante do Instituto da Fruta, Suemi Koshiama, apresentou aos empresários chineses as oportunidades de negócios na Bahia, e em especial no Vale do São Francisco, e disse que eles ficaram empolgados com a possibilidade de investir no Estado. “Os diretores da Sun-Dainty demonstraram interesse em uma parceria e vamos aprofundar as negociações”, disse Koshiama. A idéia é de que o grupo chinês invista juntamente com o grupo brasileiro, unindo as experiências de cada um dos grupos para a produção de sucos, comportas e frutas tropicais desidratadas, tendo como destino o mercado chinês, que consome tradicionalmente as frutas tropicais.

Convidados pelo secretário Eduardo Salles, os empresários da Sun-Danity Shandong Shengdetai Food Co deverão vir à Bahia para conhecer o Vale do São Francisco. “São boas as oportunidades de gerar negócios”, disse o secretário.

A terça-feira da comitiva baiana na China foi de muita atividade na cidade de Laiwu, onde o ônibus da delegação chegou escoltado por batedores da polícia. Recebida pelo vice-prefeito local, a missão da agropecuária baiana visitou três indústrias, de processamento de frutas, de alho e de gengibre, e conheceu ainda uma criação de porcos pretos, uma raça existente há mais de cinco mil anos, cuja carne custa pelo menos cinco vezes mais que o considerado porco comum.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110959 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]