Jornalistas repudiam campanha difamatória contra repórter do Globo

Um técnico de informática confessou ter enviado e-mails falsos aos 180 desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) em nome do jornalista Chico Otavio, de O Globo, informou o jornal. As mensagens teriam sido enviadas a pedido do desembargador Roberto Wider, corregedor-geral de Justiça do Rio afastado após a publicação de uma série de reportagens que o ligavam a um esquema de venda de sentenças.

As mensagens falsas pediam aos desembargadores que contribuíssem com denúncias contra o presidente do TJRJ, explica O Globo. A intenção seria abalar a credibilidade do jornalista, um dos autores das matérias que denunciaram Wider. O desembargador também teria perguntado ao técnico se haveria formas de atrapalhar a investigação do repórter, diz o G1.

Segundo O Globo, as investigações que levaram ao técnico de informática Thiago da Silva serão enviadas ao Superior Tribunal de Justiça. Wider afirmou que as declarações do técnico são “mentirosas”.

O Sindicato dos Jornalistas do Município de Janeiro apontou “uma clara tentativa de ataque à liberdade de imprensa e de intimidação”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9615 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).