Educação Indígena é discutida na UEFS

Ao fortalecimento da educação indígena na Bahia foi discutida nesta terça-feira (18/05/2010) na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). Representantes indígenas de quatro etnias participaram do Fórum Estadual de Educação Indígena, juntamente com representantes da Direc 02, da Secretaria Estadual de Educação e da Uefs.

A formação inicial e continuada de professores, a construção de mais escolas para atender a demanda dos grupos indígenas, o sistema de cotas e as políticas de permanência de estudantes indígenas nas universidades e faculdades da Bahia foram alguns dos temas abordados.

Atualmente existem 14 diferentes etnias em 87 comunidades indígenas em várias regiões da Bahia. A maior reivindicação dessa comunidade é a implantçaão de novos estabelecimentos de ensino e a aprovação da categoria do professor indígena.

Um projeto de lei para regulamentar a categoria tramita na Assembléia Legislativa há 12 anos e até o momento não foi votado. “Essa aprovação é importante para que a gente possa fazer concurso público e ter estabilidade na nossa profissão”, reclama Adnilza Santos Macedo, da tribo Quiriri, município de Banzaê.

O secretário do Fórum, o índio Agnaldo Pataxó, da tribo Pataxó Hã Hã Hane, do município de Pau Brasil, região sul do estado, aponta conquistas da luta indígena. “Não podemos negar alguns avanços. Hoje 90% dos professores que dão aula nas comunidades são indígenas. Há 10 anos os professores não eram da nossa cultura”. Ele acredita que o projeto de lei esteja próximo de ser votado e reafirma a necessidade do reconhecimento da categoria e da formação do professor.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108727 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]