Eleições 2010: Senador César Borges surpreende e anuncia que compõe com o PMDB, apoiando a candidatura de Geddel Vieira Lima ao governo da Bahia

Geddel Vieira Lima, César Borges e Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana. O senador César Borges surpreende e anunciou que o seu partido, parlamentares e lideranças políticas irão apoiar o pré-candidato pelo PMDB, deputado federal Geddel Vieira Lima.
Geddel Vieira Lima, César Borges e Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana. O senador César Borges surpreende e anunciou que o seu partido, parlamentares e lideranças políticas irão apoiar o pré-candidato pelo PMDB, deputado federal Geddel Vieira Lima.
Geddel Vieira Lima, César Borges e Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana. O senador César Borges surpreende e anunciou que o seu partido, parlamentares e lideranças políticas irão apoiar o pré-candidato pelo PMDB, deputado federal Geddel Vieira Lima.
Geddel Vieira Lima, César Borges e Tarcízio Pimenta, prefeito de Feira de Santana. O senador César Borges surpreende e anunciou que o seu partido, parlamentares e lideranças políticas irão apoiar o pré-candidato pelo PMDB, deputado federal Geddel Vieira Lima.

O presidente do PR (Partido da República), senador César Borges, surpreende e anunciou neste domingo (11/04/2010) que o seu partido, parlamentares e lideranças políticas irão apoiar o pré-candidato pelo PMDB, deputado federal Geddel Vieira Lima.

A chapa por enquanto é formada por Geddel candidato ao governo da Bahia e César Borges ao senado. Os deputados federais e estaduais do PR participam da chapa proporcional, que também conta com o apoio do PSC.

O presidente do PMDB da Bahia, Lúcio Vieira, manteve contato com a redação do JGB e confirmou o acordo, “o PR fechou com o PMDB uma aliança”. Também explica que os nomes para concorrer a vice-governador e um segundo nome ao senado estão em aberto, “certo mesmo, só Geddel e César Borges”, declara.

Lídice da Mata

Na tarde de ontem (10/04), durante a feijoada de Laranjeira em Feira de Santana, mativemos contato com a deputada federal Lídice da Mata (PSB) e perguntamos a ela se sairia candidata ao senado ao lado de César Borges, ela nos respondeu que “tudo indica este caminho”. Hoje, o senador Borges anuncia oficialmente o apoio a Geddel. Levando o PT e partidos coligados a rediscutir a chapa majoritária. Que conta com dois fortes nomes: Walter Pinheiro e Waldir Pires, ambos do Partido dos Trabalhadores.

Nota Pública assinada pelo PR/BA em 9 de abril

Em face de notas divulgadas pela imprensa nas últimas horas, o presidente da Executiva Regional do PR esclarece que nenhum integrante do partido está autorizado a se pronunciar ou estabelecer negociação paralela tratando de acordo político para as próximas eleições e desmente que o partido tenha se definido sobre a questão.

Todos os entendimentos com os demais partidos estão sendo conduzidos diretamente pelo presidente regional, que lamenta as especulações desnecessárias. A produção de informações distorcidas é repudiada por esta Presidência, por não contribuir com o fortalecimento político do partido nem com a qualidade do debate público.

César Augusto Rabello Borges

Presidente do PR (Partido da República) na Bahia

Nota Pública assinada pelo PR/BA em 11 de abril 

Após entendimentos com os três pré-candidatos ao governo da Bahia, buscando construir um projeto político que fortalecesse o PR e oferecesse um novo caminho para os baianos, e ouvindo também seus deputados e demais correligionários, o presidente da Executiva Regional do PR anuncia que o partido apoiará o PMDB para as eleições de outubro deste ano.

Em conjunto com seus companheiros, o Presidente considera que o PMDB deu as provas mais sinceras de pretender uma verdadeira e integral parceria com o PR, garantindo ao partido as coligações para os deputados estaduais e federais, o que vai permitir a construção de um projeto político comum e sólido, onde todos possam crescer e trabalhar com a mesma força em favor da Bahia.

O apoio ao pré-candidato Geddel Vieira Lima leva em conta ainda a capacidade, dinamismo e disposição na defesa dos interesses da Bahia que demonstrou o ex-ministro ao chefiar o Ministério da Integração Nacional, permitindo também aos baianos uma opção política consistente e inovadora para dirigir os destinos do estado, ao tempo em que reconfigura e revigora a política baiana.

César Augusto Rabello Borges

Presidente do PR (Partido da República) na Bahia

Raul Monteiro

O site Política Livre, editado por Raul Monteiro, destaca que o PR leva dois minutos de tempo de tevê para Geddel Vieira Lima, também destaca que o PMDB foi ágil e ofereceu participação no Ministério da Integração e na CODEVASF (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco).

Raul Monteiro também aborda: “De acordo com operadores do PR que auxiliaram Borges nas negociações com o governo, não foi por falta de aviso que o governador perdeu a possibilidade de fechar a negociação com o senador e a legenda. Desde a segunda-feira, quando o PR anunciou apoio à candidata presidencial do PT, Dilma Rousseff, em Brasília, Borges usara representantes da cúpula nacional da legenda para mandar recados a Wagner no sentido de que as negociações estavam naufragando.

O senador informava que devido à negativa do PT em fechar a coligação com os deputados republicanos para a Assembleia Legislativa por conta do receio de perder posições para dois deputados do PR que estão na oposição a Wagner – Elmar Nascimento e Sandro Régis – e a insegurança com relação ao apoio à bancada federal da legenda estavam levando ele a perder o controle da situação.

“Enquanto o PP ganhou tudo, de Derba e Detran e Codeba às secretarias de Infraestrutura e Agricultura, ao PR não era oferecido nada”, disse um deputado do PR ao Política Livre na manhã de sexta-feira, acrescentando que Borges nunca deixou de conversar com Geddel no período em que discutia a aliança com Wagner. Geddel, entretanto, exigira como condição que os contatos não viessem a público para que não se sentisse usado, afirmou a mesma fonte.”

Frases 

Magalhães Pinto : “Política é como nuvem. Você olha e ela esta de um jeito. Olha de novo e ela já mudou.”

Nicolau Maquiavel: “Na política, os aliados atuais são os inimigos de amanhã.”

Sobre Carlos Augusto 9452 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).