Feira de Santana: Projeto Lua Cheia apresenta ‘3 Violões’ no teatro do CUCA

Projeto Lua Cheia apresenta '3 Violões' no teatro do CUCA, em Feira de Santana.
Projeto Lua Cheia apresenta '3 Violões' no teatro do CUCA, em Feira de Santana.
Projeto Lua Cheia apresenta '3 Violões' no teatro do CUCA, em Feira de Santana.
Projeto Lua Cheia apresenta ‘3 Violões’ no teatro do CUCA, em Feira de Santana.

Concerto no dia 30 de abril de 2010, às 20:00 h reúne pela primeira vez os três maiores violonistas de Feira de Santana, Hamilton Gonçalves – violonista clássico, Júlio Figueirêdo – violonista virtuose e Dadi de Oliveira – violonista popular. Este primeiro e único concerto é mais uma realização do Núcleo de Cultura Popular do Cuca e tem coordenação de Suzane Caribé e de Celiah Zaiin.

Também é um concerto de caráter musical que contempla todos as modalidades expressivas do violão a começar do clássico com oito peças curtas ao virtuose com a presença dos instrumentos da escola de samba imitados pelas cordas do violão e dos efeitos de caixinha de música, toque de guerra, barulho do avião, formiga, pantera, o jazz e uma homenagem especial ao tema de Airton Sena do Brasil, pra se chegar no violão popular onde chorinhos e clássicos da Música Popular Brasileira vão relembrar os velhos tempos do violão cantado.

A música clássica ou erudita distingue-se de outras formas de música populares, principalmente, por seu sistema de notação em partituras, em uso desde o século XVI. O sistema ocidental de partituras é utilizado pelos compositores para prescrever, a quem executa a obra, a altura, a velocidade, amétrica, o ritmo e a exata maneira de se executar uma peça musical. É muito importante ouvir um executante de violão da música clássica e muito raro também.

Um violão virtuoso (do Latim virtus, que significa: virtude, habilidade, excelência) é um indivíduo que possui uma habilidade fora do comum quando utilizando um instrumento musical. Sua forma plural é virtuosi. Virtuosi são freqüentemente compositores também. Só há em nosso país dois violonsitas virtuosos: o Robson Miguel e seu discípulo, Julio Figueirêdo.

O violão popular é qualquer gênero musical acessível ao público em geral. Distingue-se da música folclórica por ser escrita e comercializada como uma comodidade, sendo a evolução natural da música folclórica, que seria a música de um povo transmitida ao longo das gerações. Como o nome mesmo já diz, é a música do povo, oposta à chamada “música erudita” por ter o foco no intérprete e na performance numa determinada camada social.

Perfil

Hamilton Gonçalves, violonista clássico, é formado em violão clássico pela UFBA e professor de Música do Seminário de Música do Cuca a mais de 15 anos.

Julio Figueirêdo, violonista virtuose, é um discípulo de Robson Miguel, o grande violonista do Brasil da atualidade na área “virtuose”. Julio também estudou na UFBA mas passou a pertencer ao Círculo do Violão Brasileiro em São Paulo e do Castelo do Violão em Ribeirão Pires. É um feirense que viaja o Brasil com seus Concertos e “curiosidades” no violão. Também representa Robson Miguel em sua agenda.

Dade de Oliveira, violonista popular, é nosso maior executante do Violão Popular pela sua técnica apurada nas escalas e improvisos, na execução de choros e bossa nova proveniete do jazz e blues. Músico de alto nível e polidez desta geração.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 109903 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]