Crime organizado é uma das principais ameaças mundiais, diz Unodc

Logomarca Jornal Grande Bahia.
Logomarca Jornal Grande Bahia.
Crime organizado é uma das principais ameaças mundiais, diz Unodc.
Crime organizado é uma das principais ameaças mundiais, diz Unodc.

Relatório de 74 páginas da agência da ONU ressalta o crime organizado e cita que o tema será discutido durante o 12º Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal, que acontece em Salvador, na Bahia, entre 12 e 19 de abril de 2010.   O Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime, Unodc, divulgou o Relatório Anual 2010 nesta quinta-feira, com detalhes do trabalho e prioridades da agência este ano.

Segundo o diretor executivo do Unodc, Antonio Maria Costa, o documento mostra como a saúde, a segurança e a justiça são antídotos para as drogas, o crime e o terrorismo.   Crime Organizado   O relatório de 74 páginas ressalta o crime organizado como uma das principais ameaças do mundo atual e cita que o tema será discutido durante o 12º Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal, que acontece em Salvador, na Bahia, entre 12 e 19 de abril.   A agência diz que a produção ilícita de drogas e o tráfico, ligados ao crime organizado, prejudicam comunidades, minam a segurança e impedem o desenvolvimento de sociedades.   O Unodc estima que, em 2009, entre 172 milhões e 250 milhões de pessoas usaram substâncias ilícitas, com estimados 38 milhões de dependentes.

O uso de drogas é um dos 20 fatores de risco à saúde mundial e fica entre os 10 principais nos países desenvolvidos. Usuários correm maior risco de doenças infecciosas, como o HIV, hepatite e tuberculose.   Corrupção   O texto também lembra números relativos à corrupção, um dos maiores obstáculos para a segurança, desenvolvimento e boa governança de países como o Afeganistão. De acordo com o Unodc, o total de propina paga por afegãos em 2009 correspondeu a 23% do produto interno bruto do país.   O relatório menciona a campanha global anti-corrupção lançada pela agência no ano passado e eventos realizados em diversos países, inclusive no Brasil. Uma das soluções para a corrupção, segundo o

Relatório de 74 páginas da agência da ONU ressalta o crime organizado e cita que o tema será discutido durante o 12º Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal, que acontece em Salvador, na Bahia, entre 12 e 19 de abril.

O Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime, Unodc, divulgou o ‘Relatório Anual 2010’ nesta quinta-feira, com detalhes do trabalho e prioridades da agência este ano.

Segundo o diretor executivo do Unodc, Antonio Maria Costa, o documento mostra como a saúde, a segurança e a justiça são antídotos para as drogas, o crime e o terrorismo.

Crime Organizado

O relatório de 74 páginas ressalta o crime organizado como uma das principais ameaças do mundo atual e cita que o tema será discutido durante o 12º Congresso das Nações Unidas sobre Prevenção ao Crime e Justiça Criminal, que acontece em Salvador, na Bahia, entre 12 e 19 de abril.

A agência diz que a produção ilícita de drogas e o tráfico, ligados ao crime organizado, prejudicam comunidades, minam a segurança e impedem o desenvolvimento de sociedades.

O Unodc estima que, em 2009, entre 172 milhões e 250 milhões de pessoas usaram substâncias ilícitas, com estimados 38 milhões de dependentes.

O uso de drogas é um dos 20 fatores de risco à saúde mundial e fica entre os 10 principais nos países desenvolvidos. Usuários correm maior risco de doenças infecciosas, como o HIV, hepatite e tuberculose.

Corrupção

O texto também lembra números relativos à corrupção, um dos maiores obstáculos para a segurança, desenvolvimento e boa governança de países como o Afeganistão. De acordo com o Unodc, o total de propina paga por afegãos em 2009 correspondeu a 23% do produto interno bruto do país.

O relatório menciona a campanha global anti-corrupção lançada pela agência no ano passado e eventos realizados em diversos países, inclusive no Brasil. Uma das soluções para a corrupção, segundo o Unodc, é a construção de uma cultura de integridade entre governo, empresas e sociedade civil.

Unodc, é a construção de uma cultura de integridade entre governo, empresas e sociedade civil.

*Com informação da Rádio ONU em Nova York.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112560 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]