Crianças começam a voltar às aulas no Haiti

Logomarca Jornal Grande Bahia.
Logomarca Jornal Grande Bahia.
Crianças começam a voltar às aulas no Haiti.
Crianças começam a voltar às aulas no Haiti.

Ministério da Educação do país espera que mais de 700 mil alunos retornem às escolas nos próximos dois meses; segundo Unicef, cerca de 3 milhões de estudantes sofreram interrupção nos estudos ou pararam completamente o aprendizado após o terremoto.

Menos de três meses após o terremoto que devastou o Haiti, milhares de crianças deveriam retornar às aulas na capital Porto Príncipe na segunda-feira.

O Ministério da Educação do país espera que mais de 700 mil alunos voltem às escolas nos próximos dois meses, numa iniciativa que tem o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef.

Demanda

A expectativa é que os números sejam ainda maiores a partir de setembro, mês que marca o início do ano acadêmico no Haiti.

Segundo a representante do Unicef na ilha caribenha, Francoise Gruloos-Ackerman, a demanda por educação no país é muito alta e há uma vontade clara de aprendizado entre crianças e famílias.

De acordo com a agência da ONU, o terremoto de 12 de janeiro provocou a morte de 38 mil estudantes, mais de 1,3 mil professores e deixou mais de 4 mil escolas e o próprio prédio do Ministério da Educação destruídos.

Todos os dados disponíveis sobre educação foram perdidos e cerca de 3 milhões de estudantes sofreram interrupção nos estudos ou pararam completamente o aprendizado.

Resistentes

O Unicef informa que já forneceu 3 mil tendas, kits para alunos, material para professores e ítens de recreação, além de mobília escolar, para ajudar as crianças afetadas.

A agência também entregou sete escritórios pré-fabricados para o Ministério da Educação e está trabalhando com parceiros em novo formato de escolas resistentes a terremotos

*Com informação da Rádio ONU em Nova York

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110959 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]