Adolescentes brasileiros indígenas participam de fórum na ONU

Jornal Grande Bahia, informações com opinião.
Jornal Grande Bahia, informações com opinião.

Evento reúne representantes de vários países para debater situação indígena no mundo; Urapinã-Pataxó, de 15 anos, diz que crianças e adolescentes das aldeias precisam ter seus direitos assegurados.

Um índio brasileiro de 15 anos apresentou nesta sexta-feira à Assembleia Geral da ONU a situação das crianças e adolescentes da Aldeia Pataxó, de Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália, na Bahia.

Urapinã-Pataxó foi escolhido para representar o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, durante a 9ª sessão do Fórum Permanente sobre Assuntos Indígenas, que acontece na sede das Nações Unidas, em Nova York, até 30 de abril.

Conscientizar

O evento reúne membros de aldeias de várias partes do mundo, lideranças comunitárias, ONGs e representantes de governo para debater os altos índices de pobreza, problemas de saúde, crime e abusos dos direitos humanos sofridos por essa população.

A consultora do Unicef, Elisa Calpona falou à Rádio ONU sobre a importância da participação de jovens líderes indígenas nas discussões.

“O Unicef acredita profundamente no direito do adolescente à participação política, que os adolescentes tenham o poder de participar nas arenas públicas, família, comunidades e governo”, ressaltou.

O objetivo, segundo o brasileiro Urapinã-Pataxó, é também conscientizar o mundo sobre a questão das crianças indígenas. Ele disse à Rádio ONU que os adolescentes das aldeias precisam ter seus direitos assegurados.

Preconceito

“As crianças e adolescentes indígenas da minha aldeia sofrem preconceito até hoje em escolas, nas ruas, quando viajam. E quando saímos da aldeia vemos a discriminação nas escolas, com os estudantes indígenas não é o mesmo tratamento ainda. Isso é um fato lamentável na nossa região”, afirmou.

Urapinã veio a Nova York com outro representante da aldeia, o jovem Kâhu-Pataxó, de 19 anos. Eles disseram que a estimativa é que existam de 1,5 mil a 2 mil crianças e adolescentes indígenas onde vivem.

*Com informação, da Rádio ONU em Nova York

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116540 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.