Sites de notícias são populares, mas poucos estão dispostos a pagar por conteúdo, diz relatório

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

As perdas sofridas pelas empresas tradicionais de notícias foram tão grandes no ano passado que ofuscaram as inovações na área, mas os esforços vigorosos em todo o país para fazer jornalismo na era digital deram lugar a uma “renovada percepção da missão pública das notícias” afirma um relatório recente do Projeto para Excelência no Jornalismo, do Pew Research Center, em Nova York.

Veja o documento Situação da Mídia Noticiosa em 2010: um Relatório Anual sobre o Jornalismo Americano (em inglês) e baixe as conclusões principais.

Algumas delas são:

* A receita publicitária caiu em 2009, em relação ao ano anterior, em quase todos os setores da mídia, incluindo jornais (–26%), rádio e TV local (–22%), revistas (–17%), TVs nacionais (–8%) e anúncios online (–5%). Os canais de jornalismo na TV a cabo foram os únicos que se salvaram da queda nas receitas.

* Leitores de notícias online resistem à publicidade na rede e ao conteúdo pago. “No total, 79% dos consumidores de notícias online dizem que nunca ou raramente clicaram em um anúncio online”, e “somente 35% podem identificar um site de notícias favorito”. Deste grupo, “apenas 19% disseram que continuariam a visitar seu site favorito se tivessem que pagar pelo acesso”.

* Dos 4 mil sites de notícias monitorados pela Nielsen, consultoria de informações e análise de mercado, os 7% mais visitados concentram 80% do tráfego de usuários. “O tempo médio de visita a um site de notícias é de três minutos e quatro segundos”, diz o estudo. Ao contrário do que se imagina, as pessoas não dedicam um tempo maior aos assuntos de interesse específico: em relação ao período gasto nos sites de notícias sobre temas gerais, os usuários gastam metade do tempo nos portais especializados.

O relatório também traz análises sobre os principais setores da mídia, além de informações sobre a propriedade dos meios de comunicação e uma análise de conteúdo da cobertura jornalística em 2009.

Veja outras notícias sobre o relatório.

Outras notícias relacionadas:

“Situação da Mídia Noticiosa em 2010” registra declínio e identifica seis tendências para a reinvenção do jornalismo americano (Poynter.org)

*Com informações do  Centro Knight

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111111 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]