Polícia Federal possui documentos que indicam vícios nas licitações do metrô de Salvador durante as gestões de João Henrique e Antônio Imbassahy

MPF requisita informações à PF sobre a operação e acerca da perícia da arma supostamente pertencente à vítima.
MPF requisita informações à PF sobre a operação e acerca da perícia da arma supostamente pertencente à vítima.

Doze construtoras estão envolvidas em investigações da Polícia Federal (PF) com objetivo de desvendar vícios em licitações. Juntas possuem receita de R$ 20 bilhões e operam em vários estados. O esquema apontado pela PF indica que era previamente combinada a construtora que ganharia a licitação, dividindo parte dos lucros com as demais, operando em forma de rodízio. Indícios de irregularidades foram identificados nas licitações dos metrôs de Salvador e do Rio.

As administrações públicas declaram desconhecer as investigações realizadas pela PF. As construtoras envolvidas não se posicionaram quanto às denúncias, omitindo-se, negando conhecimento dos fatos ou irregularidades. Dentre as empresas citadas no inquérito da PF , configuram: Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, OAS, Queiroz Galvão e Odebrecht.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116540 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.