O deputado estadual João Carlos Bacelar alerta para caos na educação e a falta de segurança nas escolas

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

O Deputado João Carlos Bacelar (PTN) em discurso hoje na Assembléia Legislativa alertou para o crescente índice de violência nas escolas. “O uso de drogas e armas dentro das escolas estaduais continua matando os jovens de nossa cidade e ameaçando professores. Em março de 2009 os alunos ameaçaram linchar um professor Escola Estadual Padre Palmeira. Ontem um garoto de 15 anos, aluno da 5ª série da Escola Estadual Padre Palmeira no bairro de Mussurunga foi baleado no intervalo de aula”. Declarou o Deputado.

No ano passado seis escolas contribuíram com os níveis de violência. No Colégio Filadélfia, em Vila Canária, um jovem foi morto no mês de março. No mesmo mês, no Colégio Roberto Santos, em Castelo Branco, um aluno foi baleado. No mês de abril, uma estudante foi esfaqueada na escola Bertholdo Cirilo, em São João do Cabrito. Em setembro homens disparam contra a Escola Ocridalina Madureira, em Massanduba. Em maio, alunos da Edvaldo Brito paralisaram as aulas por falta de segurança e hoje, na mesma escola, um aluno esfaqueou um professor no pescoço.

“Preocupado com tudo isso, apresentei em 2009, duas indicações ao Governador do Estado. Uma, solicitando que fosse criado um “Serviço Especializado de Assistência ao Professor Vítima de Violência nas Escolas” e outra, solicitando a criação de um “Plano Antiviolência”. E o governo do Estado permanece assistindo o crescimento da violência. Não dá aula e muito menos segurança. “É total a intranqüilidade e a insegurança dos professores e alunos.” afirmou Bacelar.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113512 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]