Exposição da Embasa mostra investimento do governo em água e saneamento

O Programa Água para Todos, que já beneficiou 2,5 milhões de baianos, é o grande destaque da exposição da Embasa.
O Programa Água para Todos, que já beneficiou 2,5 milhões de baianos, é o grande destaque da exposição da Embasa.
O Programa Água para Todos, que já beneficiou 2,5 milhões de baianos, é o grande destaque da exposição da Embasa.
O Programa Água para Todos, que já beneficiou 2,5 milhões de baianos, é o grande destaque da exposição da Embasa.

O Programa Água para Todos, que já beneficiou 2,5 milhões de baianos, é o grande destaque da exposição da Embasa, inaugurada nesta segunda-feira (22/03/2010), no Shopping Iguatemi, onde ficará aberta ao público até o dia 31 deste mês. O investimento é de mais de R$ 2,6 bilhões, entre obras de abastecimento de água e sistema de saneamento básico. São 343 obras executadas em 262 municípios em todas as regiões do estado e a meta do Governo da Bahia é atender 3,5 milhões de pessoas até o final deste ano.

Segundo o presidente da Embasa, Abelardo Oliveira, por meio do programa foram construídas mais de 37,7 mil cisternas, perfurados 1,6 mil poços e feitas mais de 305 mil ligações de água. Deste total de ligações, 46% foram realizadas em municípios do semiárido baiano, território priorizado por ser a região com maior carência de infraestrutura e com os menores indicadores sociais.

O Água Para Todos atende a populações ribeirinhas, a moradores de zonas rurais e urbanas, pessoas que vivem em áreas de reforma agrária, comunidades indígenas, remanescentes de quilombos, reservas extrativistas e os que enfrentam risco de desabastecimento.

Em Salvador estão sendo investidos R$ 722 milhões – R$ 112 milhões na ampliação do abastecimento de água e R$ 610 mi destinados à ampliação do índice de cobertura do esgotamento sanitário. Atualmente, este índice é 82% de atendimento, podendo a chegar a 90%. “Com isso, não estamos apenas melhorando o abastecimento de água, mas vamos garantir, no futuro, a melhoria da água de nossos rios”, afirmou Abelardo.

O governador Jaques Wagner apontou as obras do Sistema de Disposição Oceânica de Jaguaribe como uma das principais na área de saneamento básico. O projeto inclui a construção do emissário submarino da Boca do Rio, que deve ser concluído no final de maio.

Com as obras concluídas, 90% da população de Salvador terá acesso à rede de esgoto e as águas da Baía de Todos-os-Santos deixarão de receber resíduos. De acordo com ele, outros municípios baianos também estão recebendo atenção especial para ampliação do serviço de abastecimento de água como o projeto de construção da adutora do algodão, cujo investimento, de R$ 100 milhões, atenderá à população de Guanambi.

“Estamos fazendo as obras de ampliação de acesso à água e de saneamento básico para não contaminar os rios. No entanto, também é preciso conscientizar à população sobre o uso racional dos recursos hídricos. As pessoas têm que parar com o péssimo hábito de fazer a barba ou escovar os dentes com a torneira aberta. Parece pouco, mas, no final, quando cada um faz a sua parte, os resultados são significativos”, enfatizou Wagner.

Durante a exposição, os visitantes encontram espaços interativos, painéis, exibição de vídeos, explicações sobre medição e controle do consumo de água e uma maquete funcional, possibilitando a visualização dos processos de captação, adução, tratamento, distribuição da água, coleta e tratamento de esgotos e disposição final de efluentes tratados. Haverá também distribuição de peças educativas e publicações institucionais.

Projeto Aguadas beneficia semiárido

As ações do governo estadual para ampliar os serviços de água aos municípios mais necessitados não param. É o caso do projeto Aguadas, desenvolvido pelo Instituto de Gestão das Águas e Clima (Ingá), autarquia da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), que beneficiará 1.500 famílias do semiárido baiano, com a implantação de tecnologias de armazenamento e captação de água e técnicas de irrigação sustentáveis.

Até novembro de 2010 serão implantados, em 70 municípios de 16 territórios de identidade, 620 barreiros trincheiras, 322 limpezas de aguadas, 130 cisternas de enxurradas e 33 bombas d’água populares. Entre outros benefícios, esses mecanismos vão garantir o aproveitamento máximo das águas de chuva que caem no semiárido durante o ano.

Além deste projeto, o Estado também se preocupa com a qualidade da água. Por meio do Programa Monitora, a qualidade das águas dos 100 maiores rios do Estado está sendo monitorada nas 26 Regiões de Planejamento e Gestão das Águas da Bahia. São realizados levantamento de dados, que incluem estudos prévios a partir do uso e ocupação do solo nas bacias hidrográficas, verificação de pontos amostrais e mapeamento dos pontos.

Livro aponta os caminhos das águas

Lançado na reitoria da Universidade Federal da Bahia (Ufba), em comemoração ao Dia Mundial da Água, o livro “O Caminho das Águas em Salvador” aponta um estudo sobre as bacias hidrográficas, bairros e fontes de Salvador.

“É um estudo inédito e completo da qualidade das águas e se revela uma ferramenta importante para a pesquisa e produção de conhecimento. A obra será de grande importância na formulação e implantação de políticas públicas em Salvador”, explicou o secretário do estadual do Meio Ambiente, Juliano Matos.

Produzido pelo Centro Interdisciplinar de Desenvolvimento e Gestão Social (Ciags) da Ufba entre os anos de 2006 a 2010, o projeto contou com o apoio do Governo da Bahia, por meio de entidades da sociedade civil, instituições públicas e privadas.

A publicação é resultado da participação das várias unidades da Ufba, em parceira com a Sema, Ingá, Instituto do Meio Ambiente, Embasa, Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado (Conder), Superintendência do Meio Ambiente da Prefeitura do Salvador, dentre outros.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116723 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.