Deputado Leur Lomanto denuncia fechamento de escolas e Sindicalista culpa Wagner por violência

Logomarca do Jornal Grande Bahia..
Logomarca do Jornal Grande Bahia..

Deputado Leur Lomanto denuncia fechamento de escolas

Sem qualquer discussão prévia com os professores e as comunidades atingidas, o Governo do Estado está fechando escolas públicas na capital e no interior, prejudicando milhares de alunos de famílias carentes. A denúncia foi feita pelo líder do PMDB na Assembléia Legislativa, Leur Lomanto, que recebeu em seu gabinete uma delegação dos professores de escolas da capital e um manifesto com mais de 800 assinaturas, protestando contra a decisão da Secretaria de Educação do Estado.

Segundo o líder do PMDB, tem unidades de ensino que foram rechadas e outras que tiveram os turnos reduzidos. Muitas das ecolas atingidas eram tradicionais, como o Góes Calmon, nos Barris, que foi inteiramente fechada e entre as que tiveram turnos reduzidos, está a Hildete Lomanto, no Garcia, que agora funciona apenas no horário matutino, já que a ordem da Secretaria da Educação foi eliminar os horários de aula à tarde e à noite. Outro caso é o do Colégio Odorico Tavares, na Vitória, que passou a não ter o horário noturno.

Os professores recebidos pelo líder do PMDB denunciaram que não foram transferidos para outras unidades de ensino, como havia sido prometido pela Secretaria de Educação. No abaixo-assinado eles esclarecem que continua havendo uma grande procura por matrícula nas escolas, excedendo o número de alunos permitido por turma, como no caso do colégio Hildete Lomanto, que existe há 42 anos e havia sido reformado recentemente.

“Ao impedir o funcionamento das escolas, o governo está ferindo os direitos dos cidadãos e deixando de investir em um setor que é de fundamental importância para o desenvolvimento da sociedade”, ressalta Leur Lomanto Jr.

Sindicalista culpa Wagner por violência

A tentativa do Governo Wagner em responsabilizar o crack pelo crescimento do crime em todo o Estado foi rebatida pelo presidente do Sindicato da Polícia Civil, Carlos Lima. Em entrevista ao site Política Livre ele deu um ultimato ao governador Jaques Wagner para atender às reivindicações dos policiais e apontou como culpado pela onda de violência o próprio governo estadual.

“O esfacelamento da Segurança Pública tem apenas um culpado, o governo, e não o crack, como pretende iludir a população com os bilhões que gasta com publicidade”, acusou Lima, acrescentando que na origem da insegurança que hoje toma conta da Bahia estão os baixos salários pagos aos policiais civis e militares.

Ele garantiu que se o governador não atender as reivindicações da categoria, os policiais vão realizar uma “manifestação inédita” na Bahia, com a participação de toda a categoria, os seus familiares e setores da sociedade.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112651 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]