Árvore brasileira na lista de proteção internacional da Cites

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Árvore brasileira na lista de proteção internacional da Cites.
Árvore brasileira na lista de proteção internacional da Cites.

O controle do comércio do Pau-rosa entrará em vigor em 90 dias, além da árvore brasileira plantas de Madagascar, alguns lagartos e sapos da América Central e salamandras do Irã terão o comércio monitorado.

A conferência da Convenção sobre Mercado Internacional de Espécies em Risco da Fauna e da Flora, Cites, terminou sem um consenso sobre novas medidas de proteção de espécies marinhas.

Após duas semanas de intensos debates, os países membros da Cites encerraram os trabalhos com a aprovação de 24 inclusões na lista de proteção. Sete pedidos de proteção para espécies foram retirados da pauta de votação e 10 foram rejeitados, entre eles o que protegeria o urso polar.

Destruição de Ecossistemas

Entre as propostas aprovadas está a que limita o comércio e a exploração de uma árvore nativa do Brasil, o Pau-rosa.

Da essência extraída do tronco do Pau-rosa são produzidos perfumes famosos. Segundo pesquisadores, a intensa demanda pelo óleo da Aniba rosaeodora, como é conhecida através do nome científico, levou à extinção da espécie na Guiana e em parte da Amazônia brasileira.

O controle do comércio do Pau-rosa entrará em vigor em 90 dias. Além do Pau-rosa, muitas outras espécies de plantas de Madagascar, alguns lagartos e sapos da América Central e salamandras do Irã serão monitoradas.

A conferência da semana passada em Doha no Qatar reuniu cerca de 1,5 mil delegados de mais de 170 países. A próxima reunião do grupo está agendada para 2013 na Tailândia.

*Com informações da Rádio ONU

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112838 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]