Reencontros…… Eu creio no amor! | Por Roque do Carmo Amorim Neto

Logomarca Jornal Grande Bahia.
Logomarca Jornal Grande Bahia.

Este final de semana foi sem dúvida o mais cansativo de todos. A professora de Psicologia do Desenvolvimento Humano e o professor de Psicobiologia deixaram tantos trabalhos que mesmo me dedicando com exclusividade a estas atividades, agora às 23h de domingo, não consegui concluir todas as tarefas. Este poderia ser considerado o mais chato e estressante final de semana dos últimos anos… Poderia, mas não foi!

O que “salvou” este final de semana foi o fato de ter reencontrado uma amiga de infância com quem não conversava há exatos 10 anos. Ana Paula e eu estudamos juntos, nem lembro exatamente por quanto tempo, mas recordo que além de nos encontrarmos todas as manhãs na escola, também participávamos de outras atividades.

Uma destas atividades era o jornal que, ela, alguns outros amigos e eu, criamos na escola… Naquela época ainda usávamos máquina de datilografar… Aquilo era muito divertido. Pena que não guardamos cópia alguma daquela preciosidade. Também participamos do grupo de teatro da paróquia, chamado de GTL (Grupo Teatral Litúrgico) e preparávamos algumas peças teatrais para apresentar durante as missas.

Estas e outras cenas percorreram minha mente quando reconheci a foto dela no Orkut (bendito Orkut!) e quando, finalmente, pude conversar com ela usando o Skype (bendito Skype!). Foi mágico poder rever o bonito sorriso de Ana Paula, ouvir sua voz e também as lembranças que ela traz no peito. Creio que foi isto que mais me marcou.

Ana Paula lembrou com clareza de alguns acontecimentos e, para minha completa surpresa, recordou também de trechos de uma carta que eu nem lembrava ter escrito. Tudo isto me deixou sem palavras. Conversamos durante uma hora, que para mim pareceu nada mais que cinco minutos… Ela tinha compromissos e eu tinha que dar continuidade às minhas tarefas.

Precisei de mais algum tempo até me concentrar novamente nas leituras sobre neurônios e sinapses. Tinha a imagem de Ana Paula em minha mente. Melhor, tinha as imagens de minha amiga em meus olhos e elas não vinham apenas da memória mas do coração.

Sinceramente não sei explicar porque gosto tanto de Ana Paula, mesmo depois de dez anos sem nos falarmos. A última vez que nos vimos eu estava no meu primeiro ano de faculdade, meus sobrinhos não tinham nascido, meu pai estava vivo, e eu ainda não tinha conhecido algumas das pessoas que hoje considero especiais. Tanta coisa aconteceu, tanta coisa mudou… Mas, a ternura, o jeito doce de se expressar e a sinceridade nas palavras continuam os mesmos ou talvez mais profundos, mais maduros.

Apesar da mania de sempre querer entender e explicar tudo, ter reencontrado uma amiga tão querida, tão especial, simplesmente transformou meu final de semana. Minhas costas e meus olhos estão doendo, afinal foram dois dias de trabalhos intensos. Todavia, no meu peito existe uma luz acesa que me dá uma sensação de paz e satisfação. Não encontro outra palavra para expressar o significado desta luz se não a palavra “amor”.

Acredito no amor e acredito que é ele que faz as pessoas percorrerem caminhos tão diferentes sem nunca se esquecerem umas das outras. Também acredito que seja o amor que me faz romper distâncias e quase tocar o infinito pela alegria incontida ao rever um sorriso que havia desaparecido do meu horizonte.

E não há outro jeito para encerrar este texto do que declarando: Ana Paula, amo você, desde sempre. Bem-vinda de volta!

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106678 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]