Paulo Souto questiona preocupação social de Wagner. “Governo que diz ter como prioridade o social não pode prejudicar fornecedores de leite”

Logomarca Jornal Grande Bahia.
Logomarca Jornal Grande Bahia.

“Um governo que diz ter como prioridade o social não pode prejudicar milhares de pequenos fornecedores de leite do Programa Fome Zero, deixando de pagá-los desde novembro do ano passado”, disse indignado o presidente estadual do Democratas, o ex-governador Paulo Souto, em entrevista à Rádio Ubatã FM, no início da tarde desta quinta-feira (04/02/2010).

A falta de pagamento do governo estadual aflige 2.136 pequenos produtores baianos, que já pensam em suspender o fornecimento. “São famílias que possuem meia dúzia de vacas e recebem mensalmente cerca de R$ 450 pela entrega diária de 30 litros de leite a usinas credenciadas. Muitos desses produtores têm apenas essa fonte de renda e estão passando dificuldades”, alertou Souto.

O ex-governador lembrou que o programa social de assistência alimentar foi iniciado em sua última gestão e nunca houve falta de pagamento aos pequenos produtores. Dos recursos destinados ao programa, 80% são provenientes do governo federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), e 20% são do estado.

“Sabe-se que o governo federal fez o repasse, mas há problemas na gestão do programa na Bahia”, observou Souto. Segundo ele, é inaceitável a explicação dada pelo governo baiano de que problemas burocráticos impediram o repasse de recursos para o programa do leite Fome Zero, que beneficia 140 mil crianças de dois a sete anos no estado.

“Em nota oficial, publicada na imprensa, foi dito que a pendência de pagamento ocorreu devido ao fechamento do exercício do ano de 2009, quando não houve tempo hábil para liberação do QCM (Quadro de Contas Mensal). É assim que se prioriza o social, deixando que a burocracia prejudique milhares de pessoas?”, pergunta o presidente estadual do Democratas.

O drama dos pequenos produtores chegou ao conhecimento do ex-governador por intermédio de um grupo do assentamento Santana, na rodovia Itabuna/Ibicaraí (BR 415). O produtor José Ribeiro de Souza, 65 anos, reclamou dos três meses de atraso e da lentidão do governo estadual em resolver o problema. Seu José Ribeiro depende da renda que ganha com a venda do leite ao Fome Zero para sustentar a mulher, seis filhos e 10 netos.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115083 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.