O Internacional Pernanbucano Romero Britto | Por Ligia Motta

Logomarca Jornal Grande Bahia.
Logomarca Jornal Grande Bahia.

O Internacional Pernambucano Romero Britto

Em viagem pelo nordeste observei que o artista plástico pernambucano mais ilustre da atualidade é Romero Britto. Imitado em todas as capitais nordestinas, ele criou sua própria linguagem, com cores brilhantes, formas harmoniosas e desenhos agradáveis, transpirando alegria de leitura rápida e identificável. Nas suas obras têm casais dançando, gatinhos sorrindo, peixes voadores saltando à tona, flores desabrochando e amantes se beijando, uma verdadeira multiplicidade de temas, para levar emoções aos seus admiradores.

Romero é conhecido como artista pop brasileiro, sendo radicado em Miami. Suas obras caíram no gosto das celebridades por sua alegria e colorido, tendo sido alçado para a fama ao realizar a ilustração de uma campanha publicitária para a vodca Absolut. Começou no mundo do “grafite” e hoje é o artista preferido de vários atores e atrizes hollywoodianos. Porém nunca obteve sucesso com a crítica especializada, uma vez que se trata de um artista cujo trabalho é por demais determinado pela indústria cultural, sendo impossível distinguir até que ponto seu trabalho deve ser visto como arte ou como prática de marketing.

Mais de 120 galerias representam atualmente o trabalho artístico de Romero Britto no âmbito internacional, incluindo a União da África do Sul, Suécia, Áustria e Guam. A revista Veja, em 2002, publicou a matéria “O ouro no final do arco-íris” contando a trajetória do artista brasileiro que se tornou uma celebridade nos Estados Unidos – “Há apenas treze anos, um dos pintores mais badalados nos Estados Unidos vendia, a preço de banana, naturezas-mortas com cajus maduros em feiras do Recife. Hoje, seus quadros alcançam o preço de 70.000 dólares e ele priva da intimidade de celebridades como o ator Arnold Schwarzenegger, o jogador de basquete Michael Jordan e o senador Ted Kennedy. É, ainda, um benemérito de primeira hora das causas filantrópicas abraçadas pela primeira-dama americana Hillary Clinton…”. Na Revista Istoé, também em 2002, a matéria “Pincelando o Pop” fala sobre a admiração de celebridades internacionais ao artista e sua meta em fazer seu trabalho ser reconhecido pelo povo brasileiro.

Visitando alguns pontos turisticos do nordeste, observei a falta de Museus e Galerias de arte, o artesanato sem originalidade, com formas comuns e sem identidade de raiz, não podendo representar povos e regiões. Se quisermos presentear um amigo, só podemos adquirir de novo, a camisa com o nome da cidade, porque o artesato local é semelhante ao encontrado em todo territorio brasileiro. Também encontrei vários trabalhos artisticos semelhantes ou indênticas as obras de Romero Britto.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 108003 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]