Instituto Marca Brasil, Fundação Turismo para a Paz e Desenvolvimento Sustentável e Instituto de Hospitalidade anunciam aliança estratégica

Logomarca Jornal Grande Bahia.Logomarca Jornal Grande Bahia.

Instituto Marca Brasil, Fundação Turismo para a Paz e Desenvolvimento Sustentável e Instituto de Hospitalidade anunciam aliança estratégica

O Instituto Marca Brasil (IMB), o Instituto Hospitalidade (IH) e a Fundação Turismo para a Paz e Desenvolvimento Sustentável (FTPDS) acabam de firmar aliança estratégica para trabalho conjunto. O objetivo da parceria é a união dos acervos técnicos e das competências de cada uma das entidades, com ações voltadas para colaborar com uma sociedade mais dinâmica e pró-ativa no Brasil, apoiando projetos que tem como objeto a geração de renda, qualificação profissional e desenvolvimento de comunidades do País por meio do turismo de qualidade que promove a sustentabilidade.

Para o presidente do Marca Brasil, José Zuquim, a aliança com o IH e a FTPDS vem ao encontro do conceito que norteia o trabalho da entidade. “Nosso objetivo é atuar junto a empresas privadas e órgãos públicos na geração do reconhecimento e da valorização do potencial turístico, cultural e econômico do Brasil. Para isso, é preciso aliar desenvolvimento com ações concretas para a preservação do meio ambiente e das comunidades tradicionais, enxergando o ser humano como elemento essencial no desenvolvimento do turismo, integrando o homem com o ambiente natural em que está inserido. A união com o IH e a FTPDS contribuirá para o cumprimento dessa missão”, avalia.

Na prática, a aliança estratégica entre as entidades além de não provocar mudanças nos projetos já em andamento, fará com que o Marca Brasil passe a ser o gestor do acervo de inteligência que foi desenvolvido pelo IH e FTPDS, ampliando suas qualificações para novas e maiores realizações.
De acordo com o presidente do Instituto de Hospitalidade, Wagner Fernandes, o que motivou a união foi o forte alinhamento de princípios das duas entidades e a convergência pela causa. “Tanto o Marca Brasil quanto o IH trabalham para que o turismo seja um fator gerador de oportunidades de trabalho e renda e que isso seja revertido em benefício das comunidades locais”, afirma.

A diretora superintendente do Marca Brasil, Daniela Bitencourt, afirma que o Instituto vai acolher e manter os projetos recebidos do IH e da FTPDS e, sinergicamente com os acervos que desenvolveu, ampliará e potencializará as iniciativas de qualificação de pessoas, empreendimentos e destinos turísticos. “A FTPDS é a criadora e detentora dos direitos do Fórum Mundial para a Paz e Desenvolvimento Sustentável e do Movimento Brasil de Turismo e Cultura, cuja execução vinha sendo feita pelo IH. Este desenvolveu, entre outros, o projeto Trilha Jovem, que visa à qualificação profissional de jovens oriundos de comunidades carentes. Como a expertise do IMB é a gestão de projetos, o objetivo é imprimirmos ainda mais profissionalismo no gerenciamento para aumentarmos os resultados concretos em cada uma dessas iniciativas”, informa.

Sergio Foguel, idealizador do Fórum Mundial de Turismo para Paz e Desenvolvimento Sustentável e do Instituto de Hospitalidade e seu Presidente desde a criação até 2005, destaca o significado desta aliança estratégica: “o País está de parabéns, bem como o setor de turismo, não só pela continuidade das ações em prol da causa do Turismo de Qualidade, que promove sustentabilidade, mas também pelo enorme potencial de ampliação dos benefícios para a sociedade brasileira gerados pelas três entidades. Por exemplo: 4.000 jovens de famílias de baixíssima renda, em 10 cidades brasileiras, já participaram do Trilha Jovem, com inserção sócio-profissional. O potencial de crescimento é entusiasmante.”

Saiba mais sobre cada entidade:

Instituto Marca Brasil – O Marca Brasil, fundado em 2002, é uma OSCIP – Organização Social Civil de Interesse Público, sem fins lucrativos, que atua na realização de ações de responsabilidade social empresarial. O grande objetivo do Instituto é auxiliar na criação de comunidades mais dinâmicas, pró-ativas, sustentáveis e a parceria com alguns órgãos como o Ministério do Turismo, o Sebrae, entre outros, tem proporcionado a chance de trabalhar para que o País aproveite o enorme potencial turístico para gerar renda e crescimento econômico. Neste momento, o IMB trabalha na gestão de projetos como: Qualificação dos 65 Destinos Indutores, Portal de Hospedagem, Viaja Mais Melhor Idade Hospedagem, Rede de Cooperação Técnica para Roteirização, Economia da Experiência e Desenvolvimento do Turismo Rural no Rio Grande do Sul.

Por conta do trabalho desenvolvido, o IMB já se tornou referência na gestão de projetos ligados ao turismo no País. O sucesso alcançado pela gestão do Portal de Hospedagem e do Viaja Mais Melhor Idade Hospedagem foi expressivo. A parceria com entidades como ABIH, FOHB, ABR e FNHRBS foi um dos pontos altos do trabalho. Hoje, o Viaja Mais Melhor Idade Hospedagem possui cerca de 2 mil hotéis cadastrados e o Portal de Hospedagem conta com 5.200 hotéis e pousadas cadastrados e já obteve 42 mil intenções de reserva. O acesso ao Portal superou 2,3 milhões em 2008. A primeira edição do projeto Rede de Cooperação Técnica para Roteirização foi finalizada e todas as experiências e inteligências geradas pelo IMB estão sendo utilizadas para a consolidação dos novos roteiros integrados da segunda edição que envolvem as cinco macrorregiões do País: Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro-Oeste. O projeto Economia da Experiência promoveu desenvolvimento e sustentabilidade dos empreendimentos, com produtos de identidade única na Região da Uva e Vinho (RS) onde foi inicialmente desenvolvido. O Economia da Experiência foi lançado oficialmente e já está sendo desenvolvido em quatro novos destinos: Petrópolis-RJ, Bonito-MS, Belém-PA e Costa do Descobrimento-BA.

Instituto de Hospitalidade – O IH foi fundado no ano de 1997, em uma iniciativa de 31 entidades nacionais, internacionais e de outros países, de direito público, inclusive governamentais, de direito privado e do terceiro setor, que atuam nas áreas de educação, trabalho, cultura, meio ambiente e turismo. Uma das iniciativas estruturantes mais importantes do IH foi a criação do Sistema Nacional de Padrões de Qualidade para o Setor de Turismo, que deu origem às Normas Brasileiras de Qualidade, que se constituem em referências para orientar programas educacionais de qualificação de pessoas e de empreendimentos, bem como para processos de avaliação e certificação da qualidade. O IH foi o primeiro organismo de certificação de pessoas no setor de turismo no mundo credenciado segundo requisitos internacionais. A partir de 2008, fruto de aliança estratégica firmada com a Associação Brasileira de Normas Técnicas, esta passou a impulsionar os processos de certificação que eram conduzidos pelo IH.

Ao longo dos 11 anos de existência no Brasil, o IH trabalhou para estimular o desenvolvimento sustentável, promover a capacitação de pessoas, a mobilização local, conceber produtos turísticos e implementar ações claras que contribuem para práticas empresariais responsáveis. O projeto Trilha Jovem foi considerado referência mundial pela International Youth Fundation, pelo BID-FUMIN (Fundo Multilateral de Investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento), e classificado pelo “Programa Voluntários” da Organização das Nações Unidas entre as 50 melhores práticas brasileiras de desenvolvimento, pela sua comprovada convergência com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio.

Fundação do Turismo para a Paz e Desenvolvimento Sustentável – A FTPDS foi instituída em 2003, pelo IH, para promover e coordenar o Fórum Mundial e o Movimento Brasil, exercendo de forma autônoma o papel de núcleo ativador do movimento e catalisador do conjunto de iniciativas a serem geradas. Criado e lançado no Brasil em 2003, o Fórum Mundial de Turismo para a Paz e Desenvolvimento Sustentável é um movimento permanente e contínuo de mobilização e articulação de organizações e pessoas, em escala global, em prol de uma causa: desenvolver o turismo interferindo positivamente sobre as suas concepções e práticas, de modo a promover condições para a Paz e o Desenvolvimento Sustentável, compreendendo Desenvolvimento Social, Valorização da Diversidade Cultural, Preservação da Biodiversidade e Desenvolvimento Econômico.
O Fórum Mundial construiu um acervo que já conta com 302 casos concretos em 82 países, onde o turismo promoveu a preservação ambiental, a valorização da diversidade cultural e o desenvolvimento sócio-econômico, além de ter criado condições para a paz. Nos três encontros anuais já realizados, participaram mais de 11.000 pessoas de 109 países.

*Com informações da Assessoria de Imprensa Instituto Marca Brasil

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]