Incêndio destrói imóvel no centro comercial de Feira de Santana

Incêndio destrói a loja Princesa do Nordeste. Localizada na esquina da Rua Marechal Deodoro com Rua de Santana.
Incêndio destrói a loja Princesa do Nordeste. Localizada na esquina da Rua Marechal Deodoro com Rua de Santana.
Incêndio destrói a loja Princesa do Nordeste. Localizada na esquina da Rua Marechal Deodoro com Rua de Santana.
Incêndio destrói a loja Princesa do Nordeste. Localizada na esquina da Rua Marechal Deodoro com Rua de Santana.

O Corpo de Bombeiros de Feira de Santana (CB) foi acionado às 7:30 horas desta manhã de domingo (14/02/2010) para debelar incêndio que consumia a loja Princesa do Nordeste. Localizada na esquina da Rua Marechal Deodoro com Rua de Santana.

Foram deslocadas três viaturas do CB, composta por 16 homens. A Prefeitura de Feira forneceu carros pipa e a loja G Barbosa, localizada a cerca de 100 metros do local do incêndio, por contar com hidrante próprio, também forneceu apoio.

Por volta das 12:30 horas, a equipe dos Bombeiros avaliavam as condições de segurança para que fosse iniciado o rescaldo. Operação que consiste na movimentação dos entulhos com o objetivo de resfriá-los evitando que incêndios ressurjam. Mas o imóvel está com risco de desabamento, o que confere perigo a operação. Os polícias do CB ventilavam a possibilidade de derrubar parte dos escombros da loja.

Os proprietários da Princesa do Nordeste moram em Itaberaba e foram acionados pelo Corpo dos Bombeiros para que se deslocassem até Feira de Santana. Na loja eram vendidos produtos para embalagens plásticas e cadernos. O incêndio não atingiu outros imóveis.

Polícia Técnica e ocupação irregular

A polícia técnica foi acionada com o objetivo de averiguar o que poderia ter provocado o incêndio. Mas, até as 12:30 horas não tinham mandado profissionais para o local. Aparentemente o incêndio não provocou vitimas. Algo que só poderá ser confirmado após laudo da polícia.

Uma barraca de ferro, localizada em frente ao imóvel incendiado dificultou o trabalho do CB, aumentando o risco para os policiais. Fica demonstrando que a ocupação irregular do solo feirense é uma chaga a ser debelada, por trazer graves transtornos a vida na cidade.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Carlos Augusto 9615 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).