Desenbahia expõe seu acervo no Museu de Arte da Bahia

Exposição 'Revisitando um Acervo de Arte Baiana – Coleção Desenbahia'.
Exposição 'Revisitando um Acervo de Arte Baiana – Coleção Desenbahia'.
Exposição 'Revisitando um Acervo de Arte Baiana – Coleção Desenbahia'.
Exposição ‘Revisitando um Acervo de Arte Baiana – Coleção Desenbahia’.

A Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desembahia) apresenta, a partir desta quinta-feira (21/01/2010), a exposição Revisitando um Acervo de Arte Baiana – Coleção Desenbahia, com 70 obras de 30 importantes artistas plásticos do estado. A exposição permanece no Museu de Arte da Bahia (MAB) até o mês de março. O evento é resultado de um convênio entre a Desenbahia e a Secretaria da Cultura do Estado (Secult), por meio do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac) e do Museu de Arte da Bahia.

Segundo a curadora, Sylvia Athayde, diretora do Museu de Arte da Bahia, com esta panorâmica da arte baiana o visitante da exposição irá observar as passagens e o desenvolvimento das técnicas e linguagens, estimulando a sensibilidade e a fruição estética. “As obras estão distribuídas em três espaços diferenciados. O primeiro, dedicado à escultura, reune obras de diversos artistas. Logo a seguir, obras do grupo dos sete artistas que iniciaram o movimento modernista na Bahia e, por último, a sala dedicada às gerações seguintes. Essas obras de arte pertenceram ao Núcleo de Arte Baiana do extinto Desenbanco”, informou Sylvia.

Para o presidente da Desenbahia, Luiz Alberto Petitinga, o objetivo é expor à sociedade baiana as obras de arte que até agora eram apreciadas apenas por visitantes do Governo do Estado e clientes da Agência de Fomento.

O Secretário da Cultura, Márcio Meirelles, se mostrou animado com a exposição da Coleção Desenbahia. Ele lançou a idéia de construir o Espaço de Arte Desenbahia, no Pelourinho, de modo que as obras de arte fiquem permanentemente em exposição, ou se desdobrem em exposições temáticas menores, diante da diversidade e riqueza artística do acervo.

Artistas

Entre os trabalhos expostos, destacam-se as obras de Carybé, Jenner Augusto, Sante Scaldaferri, Calazans, Jaime Hora, Lev Smarcevscki, Genaro Carvalho, Tati Moreno, Rubem Valentim, Emanoel Bonfim, Jamison Pedra, Fernando Coelho, Raimundo Oliveira, Lígia Sampaio, Mário Cravo Júnior, Carlos Bastos e Floriano Teixeira.

Há ainda nomes como Carl Brussel, Eduardo Carvalho, Bernabó, Osmundo Teixeira, Álvaro Santos, L. Brito, Celso Cunha, Ferjó e Sá Menezes. O acervo da Desenbahia inclui telas a óleo, gravuras, tapeçarias, esculturas em bronze, aço e latão. Algumas obras incluídas estão cedidas em comodato ao Palácio de Ondina e à Governadoria do Estado, outras estão expostas nas dependências da Desenbahia.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111145 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]