Obras no Pilar serão finalizadas em fevereiro de 2010

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
Obras no Pilar serão finalizadas em fevereiro de 2010.
Obras no Pilar serão finalizadas em fevereiro de 2010.

A restauração da Igreja e Cemitério do Pilar termina no final de fevereiro do próximo ano (2010). A informação foi dada pelo diretor geral do IPAC (Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia) – órgão do governo estadual responsável pela intervenção -, Frederico Mendonça, durante visita ao canteiro de obras após a tradicional Festa de Santa Luzia que transcorreu último domingo (dia 13.12).

Originário do início do século 18 e tombado pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) como Patrimônio do Brasil, o complexo religioso tem porte monumental e foi construído no estilo barroco ao sopé da encosta de 70 metros de altura que separa as Cidades Alta e Baixa, em Salvador. Já o cemitério, com 20 colunas de sete metros de altura, cada uma, compondo o prédio de 17 metros, tem estilo inspirado no neoclássico do século 19.

“Esta é a mais importante restauração feita nessas edificações nos últimos 40 anos, já que a última recuperação foi feita na década de 1960”, explica Mendonça. Até 2007, a igreja estava condenada pelo IPHAN com risco de desabamento, o que obrigou o órgão federal ligado ao MinC (Ministério da Cultura) a interditar o local. O IPAC iniciou as obras em junho do ano passado (2008) e termina no final de fevereiro (2010) com investimento total de aproximadamente R$ 4,4 milhões.

“A obra do Pilar integra o Prodetur 2 (Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste), do Ministério do Turismo, que investe R$ 16 milhões, via secretaria estadual do Turismo, recuperando via IPAC as igrejas do Boqueirão e do Rosário dos Pretos, Casa das Sete Mortes, Palácio Rio Branco e Oratório Cruz do Pascoal, todas edificações da área tombada do Centro Histórico de Salvador”, relata Mendonça. Cerca de R$ 3,5 milhões chegaram pelo Prodetur 2, enquanto R$ 902 mil recursos do Banco do Nordeste.

Os serviços no Pilar incluem alteração no sistema de cobertura da nave, com nova estrutura metálica, substituição de 17 grandes peças de madeira com 12 metros de extensão, que estavam deterioradas, pintura, recapagem, restauração artística, recuperação do forro da nave, elementos decorativos e dos bens móveis.

Além da restauração, o IPAC retirou 300 caçambas de entulho e lixo que ocupavam o terreno da igreja e a área do cemitério. Moradores das imediações jogaram lixo e descartados no cemitério, deixando as edificações seculares em meio a ratos, insetos e 2,5 mil toneladas de entulho. “A quantidade de entulho foi tanta que ocasionou desmoronamentos e provocou obstrução do cemitério e das antigas catacumbas”, explica Mendonça. Após retirar o lixo, o IPAC construiu contenção para a encosta e um muro que separa a Ladeira do Pilar das edificações tombadas.

“Esta é uma das raras igrejas baianas que apresenta alongamento da planta, preocupação típica de arquitetos mineiros, possivelmente inspirados na igreja de São Paulo de Braga, Portugal, do final do século 17”, explica Mendonça. Com portal e janelas em pedra de lioz talhadas em Lisboa, a igreja tem teto pintado por José Teófilo de Jesus (1837) e paredes internas com azulejos do século 18 (1750/60) de diferentes oficinas portuguesas. Dentre a imaginária, destaca-se a imagem de Santa Luzia, do século 18.

 

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 110021 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]