Ministro Geddel Vieira Lima e o prefeito Isaac Carvalho se unem para solucionar o lixão de Juazeiro

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Isaac Carvalho e Geddel Vieira Lima.
Isaac Carvalho e Geddel Vieira Lima.
Isaac Carvalho e Geddel Vieira Lima.
Isaac Carvalho e Geddel Vieira Lima.

O lixão de Juazeiro, que fica próximo ao rio São Francisco e representa um dos grandes problemas do município de cerca de 230 mil habitantes, vai começar a receber tratamento adequado. Um convênio no valor de R$ 3,1 milhões foi firmado hoje (16/12/2009), em Brasília, pelo ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima (PMDB) e pelo prefeito da cidade, Isaac Carvalho (PCdoB). “Essa é uma obra que faz parte do projeto de revitalização do “Velho Chico” e vai garantir mais saúde não só para o rio, mas para toda a população de Juazeiro”, disse o ministro no ato da assinatura.

A obra vai realizar o que se chama de “remediação do lixão”. Prevê o tratamento dos resíduos despejados diariamente no local a através uma de infra-estrutura específica: terraplanagem e relocação do lixo existente, construção de uma trincheira para receber os resíduos novos, construção dos sistemas de tratamento do chorume e drenagem superficial de águas pluviais, além de cercas, portões, guarita, escritório de apoio, paisagismo.

Para o prefeito Isaac Carvalho, a obra vai transformar o local que hoje “enfeia e envergonha” a cidade em “um modelo de cuidado com o meio ambiente”. Atualmente todos os resíduos sólidos de Juazeiro são despejados sem nenhum tratamento no lixão, que fica próximo ao rio São Francisco. O prefeito informou que a remediação do lixão não será a única obra nesta área. Segundo Isac Carvalho está em fase de elaboração os projetos do aterro sanitário, unidade de compostagem, pontos de entrega voluntária e unidade de triagem.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113594 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]