Hillary Clinton adverte contra alianças estratégicas entre a América Latina e o Irã e fala em possíveis consequências

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
Hillary Clinton.

Hillary Clinton.

Secretária de Estado lança advertências mais duras, com a aproximação recente de vários governos populistas e de esquerda na região.

A secretária de Estado dos E.U.A., Hillary Clinton, advertiu hoje os países latino-americanos “as possíveis conseqüências para eles,” da criação de alianças estratégicas com Iran. “Só posso dizer que seria uma idéia muito ruim”, disse Clinton em uma conferência no Departamento de Estado.

Clinton citou especificamente para a Venezuela e Bolívia, onde dois presidentes visitaram o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, em Teerã, no passado. Este, por sua vez, visitou La Paz e Caracas em novembro. Na última cidade, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, recebeu-o como “um líder, um irmão, um companheiro”.

Nas palavras de Clinton, regime de aiatolás “é” o maior assistente, revelador e exportador de terrorismo que existe no mundo hoje “. “Se as pessoas querem a flertar com o Irã, deve considerar as possíveis conseqüências para eles. Nós esperamos que você vai pensar duas vezes”, acrescentou.

Estes avisos são, até agora, o mais duro, dirigido pela administração do presidente Barack Obama contra a recente aproximação de vários governos populistas e de esquerda na América Latina, entre os quais incluem também o Equador e Nicarágua, com o país em Agora, apresenta-se como o maior rival para os E.U. A. em todo o mundo.

E.U. A. e outros membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU suspeitam que o Irã esteja desenvolvendo armas nucleares secretamente e requerem um controlo internacional do programa nuclear desse país. Washington também acusa o regime islâmico do segredo de financiamento de grupos terroristas como o Hezbollah, uma organização xiita fundamentalista baseado no Líbano, que levou a uma guerra com Israel em 2006, que deixou mais de 1.500 mortos.

Clinton foi discutir a situação geral da América Latina e aludiu a um dos problemas mais freqüentemente mencionados no continente, como as manobras para permanecer no poder por vários líderes da região: Chávez ganhou o passado fevereiro venezuelanos no referendo aprovar uma emenda à Constituição que permite a reeleição quantas vezes quiser, Evo Morales fez uma nova Constituição boliviana, que garante a reeleição e presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, foi capaz em Outubro que o seu país a Suprema Corte permitiu estar para um novo mandato em 2011.

“O que me preocupa é como voltar para o caminho certo, que em reconhecer que a democracia não é uma questão de líderes individuais, mas de instituições fortes. Bons líderes vêm e vão,” disse o Secretário de estado.

Questionado sobre emergentes da China incursões econômico nas Américas, Clinton advertiu contra a corrupção associada com esse negócio. “Não temos problemas com qualquer país, como a China, a atividade econômica e o comércio com qualquer país”, disse ele. “Mas queremos que os governos [América Latina] são astutos negociadores. Nós não precisamos da corrupção típica, que acaba de engrossar as fortunas de alguns líderes e, finalmente, mina a sustentabilidade da economia e do ambiente e dos recursos naturais do país” .

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]