Brasileiro pega oito meses de prisão por reentrada ilegal no país

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
Jornal Grande Bahia, informação com opinião e em defesa da Ecologia Integral.

José Alonso Pereira já havia sido deportado anteriormente. O brasileiro José Alonso Pereira, 54, foi condenado a oito meses de prisão. Ele já havia sido deportado e entrou novamente no país. Em carta anexada ao memorando escrito pelo advogado e endereçada ao juiz, José diz que está doente e promete que não vai voltar aos Estados Unidos.
A sentença do imigrante foi proferida no dia 30 de novembro de 2009, pelo Juiz Robert N. Chatigny em Hartford, Connecticut. Segundo nota oficial do Departamento de Justiça Americano, José já havia admitido a culpa em 30 de julho deste ano, por ter entrado novamente no país. Ele estava residindo em West Haven.

De acordo com os documentos da corte, José foi deportado dos EUA em 17 de novembro de 1999, depois de ser acusado formalmente em setembro de 1998 de agressão em terceiro grau, na Corte Superior de Milford. No dia 8 de agosto de 2000, o brasileiro foi formalmente acusado no Distrito Sul da Flórida de reentrada ilegal no país, após ter sido deportado. José foi então novamente mandado de volta para o Brasil, no dia 5 de outubro do mesmo ano.

Segundo o porta-voz do Departamento de Justiça Americano, Tom Carson, foi oferecida a José a deportação voluntária, quando ele recebeu a acusação formal em Milford. Carson não tem certeza, mas presume que a acusação formal na Flórida tenha ocorrido quando o brasileiro tentava entrar no país pelo aeroporto daquele estado.

José foi localizado novamente pelas autoridades imigratórias por volta do dia 12 de maio deste ano. Ele será deportado depois que cumprir a pena.

Saúde abalada

Em memorando expedido no dia 5 de outubro último, o Defensor Público e advogado de José, Terence Ward, solicita que a pena de José seja amenizada, pois o brasileiro já sofreu dois derrames e mal consegue usar a mão direita. Segundo o advogado, o brasileiro também sofre de pressão alta e teria contraído pneumonia, no período na prisão que antecedeu o julgamento.

O brasileiro anexou uma carta de próprio punho ao memorando. Ele pede perdão por ter cometido o crime de reentrada no país, justificando a volta por causa da esposa e da filha, que vivem no país. “Não sou o tipo de pessoa que roubaria outra, venderia drogas ou usaria drogas. Meu crime foi voltar para estar com a minha esposa e a minha filha”, diz a carta.

O imigrante ressalta ainda que não pretende voltar aos Estados Unidos. “Você pode pensar que eu voltarei mas não posso. Estou com 53 anos e tive dois derrames. Tenho dificuldades para usar minha mão. Não posso ir para a cadeia de novo. É muito ruim para mim aqui”.

José escreveu também que vai morar com uma tia materna no Brasil, e que a esposa e a filha irão visitá-lo. A comunicação entre eles se dará também via telefone. “Peço perdão a esta corte e a este grande país”. Até o fechamento desta edição, o Comunidade News não conseguiu contatar o advogado Terence Ward.

*Com informação da Comunidade News.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 116717 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.