Brasileiro chega às finais do concurso da Cachaça Cuca Fresca

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

François Vera não saiu vencedor, mas já se sente feliz com a participação no “Shake Their Way to Brazil”.  Aconteceu no dia 1° de dezembro em Chicago, Illinois, a final do concurso “Shake Their Way to Brazil”, promovido pela Cachaça Cuca Fresca. O brasileiro François Vera estava entre os cinco finalistas, porém não saiu vencedor. O prêmio foi para Rico Wisner com a bebida “Punch from Ipanema”.

Com certeza não foi fácil para os juízes decidirem quem iria para o Brasil. Com a bebida “Ginger Dream”, François usou limão e o licor francês Domaine de Canton, junto é claro com a Cuca Fresca Pure Gold, cachaça envelhecida. Não ganhou o prêmio, uma viagem ao país natal com direito a um tour pela destilaria da Cuca Fresca, mas sente-se muito orgulhoso de ter chegado à final.

Apesar de não ser o vencedor, François valorizou a ida a Chicago. “Lógico que eu gostaria de ter ganho, mas não foi nada perdido”, disse ele, complementando que conheceu várias pessoas da área da mixologia, arte de fazer coquetéis e bebidas alcoólicas. O brasileiro trabalha no bar e restaurante Cole’s em Los Angeles, e foi representando a companhia 213 Downtown, proprietária do local.

A bebida preparada por ele era uma espécie de caipirinha com licor de laranja e gengibre e cerveja sem álcool australiana. Segundo ele, os próprios juízes verbalizaram que todas as bebidas estavam muito boas e com bastante detalhes. “Eles demoraram muito para dar o resultado”. A falta de uma torcida brasileira não deixou François triste.

Natural de Curitiba (PR) e nos EUA há 10 anos, François é apaixonado pela mixologia. Trabalha como bartender há cerca de 8 anos, e confessa que aprende mais a cada dia. Gosta dos drinques servidos no Cole’s, os quais são baseados nas bebidas feitas há cerca de 80 anos, quando as bebidas alcoólicas foram proibidas e por isso os coquetéis foram criados.

Bom humor prepara para novos desafios

A criação do Ginger Dream, segundo ele, não teve nenhuma inspiração específica. “Antes de dormir, fiquei pensando no que poderia fazer”, afirmou François, único brasileiro a participar da final. Espera que o concurso tenha aberto portas para novos contatos no país. A própria Cuca Fresca cogita a possibilidade de eventualmente contatar François para alguns eventos especiais.

No último domingo, o brasileiro participou de outro concurso no próprio bar onde trabalha. O local completou 101 anos, e a competição foi em homenagem a um bartender que trabalhou no Cole’s por 65 anos. Desta vez, François criou uma bebida com tequila e xarope de morango, com o suco de limão amassado como em caipirinha. O drinque se chamou Lale Number 2, em homenagem ao avô.

Ainda falando sobre o concurso da Cuca Fresca, François não cansou de repetir que ficou feliz com a participação. Chegou a cochichar para a relações públicas. “Não fala para ninguém, mas já fui para o Brasil uma vez”.

*Cominformação da Comunidade News | Angela Schreiber

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114899 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.