Bahia executa o maior programa rodoviário do Brasil

Vista aérea do viaduto que conecta BR 101 a Rodovia BA 052 (Estrada do Feijão). Governo da Bahia executa investimento no sistema viário.
Vista aérea do viaduto que conecta BR 101 a Rodovia BA 052 (Estrada do Feijão). Governo da Bahia executa investimento no sistema viário.
Vista aérea do viaduto que conecta BR 101 a Rodovia BA 052 (Estrada do Feijão). Governo da Bahia executa investimento no sistema viário.
Vista aérea do viaduto que conecta BR 101 a Rodovia BA 052 (Estrada do Feijão). Governo da Bahia executa investimento no sistema viário.

A recuperação da malha rodoviária da Bahia continua em pleno vapor. A Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), por meio do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), está realizando frentes de trabalho em diversas regiões do estado.

Mais de 1.100 quilômetros da malha da Bahia estão sendo recuperados e restaurados. Só pelo Derba, mais 500 quilômetros de obras encontram-se em andamento e outras 517 quilômetros em fase de licitação. Enquanto isso, o governo federal, via Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), encontra-se com 1.500 quilômetros de estradas em todo o país passando por intervenções, o que demonstra o alcance do programa rodoviário baiano.

São mais de 50 obras em andamento em rodovias do estado, entre elas a BA-411, que liga Conceição do Coité a Salgadália, já com 70% dos serviços executados, a BA-084, que liga a BR-235 a Coronel João Sá, e a BA-349, que liga a BR-324 a Capela do Alto Alegre.

No oeste, uma equipe do Derba implanta mais de 244 quilômetros de estradas ao longo da BA-160, trecho de Barra a Pilão Arcado. Outra iniciativa na região foi a assinatura do convênio com o Dnit para a pavimentação da BR-235, que se encontra em licitação.

Cerca de R$ 46,1 milhões serão investidos na restauração dos trechos das estradas que ligam Barragem do Caminho até Remanso e de Casa Nova até a Barragem do Caminho, totalizando 72,6 quilômetros. Os dois segmentos da estrada interligam os estados de Sergipe, Bahia e Piauí e beneficiam os municípios de Campo Alegre de Lurdes, Remanso, Pilão Arcado, Barra e Casa Nova.

Em mais uma iniciativa do Estado, em parceria com os produtores rurais do oeste da Bahia, Banco do Nordeste e Seinfra, 800 quilômetros de rodovias do oeste serão implantados.

O programa está dividido em duas etapas: na primeira, serão restaurados 200 quilômetros do Anel da Soja a Coaceral, enquanto prosseguem os estudos técnicos para definir os trechos que serão beneficiados na segunda etapa. Para o secretário estadual de Infraestrutura, João Leão, essa parceria é muito importante para a Bahia, lembrando que pela região oeste é escoada 80% da produção de grãos do estado.

Turismo

No sul da Bahia, no verão, além do significado econômico, por alavancar o setor na região, mais de 850 mil moradores foram beneficiados com a construção da ponte sobre o Rio de Contas e da BA-001 (entroncamento BR-030 a Itacaré), com 14 quilômetros. A obra, que encurta o percurso de duas horas para 40 minutos, foi entregue à população no início de novembro deste ano. Foram empregados mais de R$ 94 milhões, com recursos do Ministério do Turismo.

Executada em tempo recorde, em apenas 40 dias, o Derba realizou os serviços de restauração na BA-491, que liga Santo Estevão ao lago da Barragem de Pedra do Cavalo. Além da restauração, a estrada foi a primeira a ser contemplada com o novo programa de arborização e ganhou um terminal turístico, batizado com o nome de Castro Alves.

Com um total de 13 quilômetros, sendo 11 do trecho da BA-491, entre a BR- 116 (Santo Estevão/Lago da Barragem de Pedra do Cavalo), e mais dois quilômetros (Santo Estevão/BR-116), as vias que dão acesso à barragem estão totalmente revitalizadas.

Na região norte, moradores de pelo menos 15 municípios estão sendo beneficiados com serviços de manutenção nas BAs 210 e 396 e BR-349. Entre eles, estão cerca de 400 mil pessoas das cidades de Rio Real, Itapicuru, Nova Soure, Cipó, Cícero Dantas, Paripiranga, Ribeira do Amparo, Olindina, Jandaíra, Paulo Afonso e Glória.

Com o Programa de Restauração e Manutenção de Rodovias da Bahia (Premar), 1.200 quilômetros de estradas estaduais estão passando por uma grande restauração – elas não recebiam intervenção há 36 anos. O investimento do Premar totaliza US$ 186 milhões – US$ 100 milhões financiados pelo Banco Mundial (Bird) e US$ 86 milhões oriundos dos cofres do Estado.

As rodovias contempladas são BA-052 (Xique-Xique/Porto Feliz), BA-148 (Irecê/Lapão), BA-432 (Irecê/Carne Assada), BA-172 (Javi/Santa Maria da Vitória), BA-160 (Xique-Xique/Barra), BA-263 (Vitória da Conquista/Itambé), BA-156 (Livramento), BA-152 (Bom Sucesso/Brumado/Livramento), BA-262 (Brumado/Vitória da Conquista) e BAs 001 e 046 (Bom Despacho/Nazaré/Santo Antônio de Jesus).

Sobre os projetos em execução pela Seinfra, Leão destacou a ligação dos municípios de Belmonte e Canavieiras, no sul da Bahia, como de grande importância. “Já solicitamos ao Instituto do Meio Ambiente a liberação para a construção dessa importante obra que vai ligar Porto Seguro a Salvador”, disse o secretário, ressaltando a expectativa da sua pasta diante do projeto de construção da ponte Salvador/Itaparica, vital para o desenvolvimento da capital baiana, atualmente sem áreas disponíveis para crescer.

Privatizações

Com investimento em torno de R$ 805 milhões, o leilão do Sistema BA-093, previsto para 15 de janeiro de 2010, é visto por todos os segmentos econômicos como um marco importante para a revitalização da infraestrutura rodoviária no entorno da Região Metropolitana de Salvador (RMS), sede do Polo Petroquímico, do Centro Industrial de Aratu e de outras importantes indústrias integrantes do parque industrial baiano.

Serão contemplados 125.350 quilômetros nas BAs 093, 512, 521, 524, 526 e 535, com obras de recuperação e duplicação a cargo da iniciativa privada, que ficará ainda responsável pela operação, manutenção, monitoramento, conservação, implantação de melhorias e ampliação da capacidade desses trechos.

Possibilitando conforto, segurança e economia, as principais melhorias serão notadas pelos usuários logo nos seis primeiros meses, quando serão realizados os trabalhos iniciais de recuperação do pavimento, acostamentos, sinalização horizontal e vertical e demais itens de segurança, deixando todo o sistema em boas condições de trafegabilidade.

Até o terceiro ano de concessão ocorrerá a ampliação da capacidade do sistema, com a duplicação de 56,2 quilômetros de estradas, sendo 14,13 na BA-093, 14,14 na BA-526 e 28 na BA-535. Já no quinto ano da concessão acontecerá toda a restauração do sistema. Até 2020, este será todo duplicado.

Luz para Todos acelera

Com o convênio realizado entre o Ministério de Minas e Energia, através da Eletrobrás, o governo da Bahia e a Coelba, no valor de R$ 800 milhões, serão feitas mais 100 mil ligações elétricas na zona rural da Bahia em 2010. De acordo com Leão, com essas 100 mil ligações, 500 mil pessoas que vivem hoje em condições precárias serão beneficiadas.

“É muito bom para o morador chegar à sua casa à noite, apertar o botão na parede e ver a luz acender. Esse simples gesto possibilita o desenvolvimento da educação, importante instrumento de inclusão social e econômica, porque é possível estudar à noite, e da própria saúde das pessoas, porque podem ligar a geladeira para conservar os alimentos”, disse o secretário.

A Superintendência de Energia e Comunicações da Seinfra já realizou de janeiro a dezembro deste ano 60 mil ligações. Também estão programadas para 2010 outras 200 mil, referentes às chamadas “ligações de ponta de rua”. Mais de 330 mil ligações serão feitas até o final da gestão do governador Jaques Wagner, contemplando mais de 1,7 milhão de pessoas em todos os municípios baianos.

Transporte Intermunicipal já recebeu R$ 288,3 milhões

A Bahia já atingiu a marca de 60% de renovação da frota do sistema intermunicipal de transporte. Iniciado em maio de 2007, o programa chega a 961 veículos entregues, dos 1.600 previstos até 2010, representando um investimento, até aqui, de R$ 288,3 milhões, de um total de R$ 480 milhões até o final do programa.

O programa foi criado em 2007 pelo governo estadual, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Agência de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

“A frota do transporte intermunicipal estava sucateada em 2007, com idade média de 15 anos”, explicou o diretor-executivo da Agerba, Aristides Amorim, declarando que o programa de renovação deixará a Bahia em posição privilegiada no setor.

Responsável pelo transporte mensal de dez milhões de passageiros, o sistema intermunicipal é operado por 50 empresas, que geram dez mil empregos diretos e 40 mil indiretos. O faturamento anual é de R$ 600 milhões.

“A frota atual das empresas chega a três mil veículos e ao final dos quatro anos do programa serão 1.600 novos ônibus em circulação. A idade média de toda a frota do sistema cairá para cinco anos ao final do programa”, ressaltou Amorim.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112605 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]