Presidente de Israel parabeniza Brasil por políticas sociais

Tratando das relações com o Irã, o líder israelense lembrou que seu país, historicamente, nunca foi inimigo do povo iraniano.
Tratando das relações com o Irã, o líder israelense lembrou que seu país, historicamente, nunca foi inimigo do povo iraniano.
Tratando das relações com o Irã, o líder israelense lembrou que seu país, historicamente, nunca foi inimigo do povo iraniano.
Tratando das relações com o Irã, o líder israelense lembrou que seu país, historicamente, nunca foi inimigo do povo iraniano.

Ao discursar na sessão do Congresso desta terça-feira (10/11/2009), o presidente do Estado de Israel, Shimon Peres, elogiou o Brasil pelas políticas de redução da desigualdade social e de melhoria da educação desenvolvidas pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo Shimon Peres, o recurso mais importante para o desenvolvimento dos países atualmente, é o fator humano, e não mais as riquezas naturais.

– Vim para ver e aprender como um país enorme como o Brasil nasce e ascende sobre uma pista de decolagem para um vôo às alturas. Vim ver como um grande líder que virou presidente, o Lula, realiza o sonho de construir um país onde a economia é subordinada à sociedade e luta contra a pobreza, a ignorância, as doenças, a discriminação e a visão estreita – disse Shimon Peres.

Congratulando-se com os parlamentares pela escolha do Brasil para sede da Olimpíada de 2016, Shimon Peres considerou a decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) como uma “reverência do mundo inteiro ao Brasil’.

– Israel saúda essa decisão. Nós sonhamos em empatar com qualquer time de futebol do Brasil, mas fazer o que? O Brasil é um país rico em recursos naturais e agora produz o recurso mais importante de todos: o recurso humano – acrescentou.

Referindo-se ao elevado grau de desenvolvimento científico e tecnológico de Israel, país com o “maior número de cientistas por quilômetro quadrado”, Shimon Peres destacou seis áreas prioritárias para o seu país, entre as quais a indústria de novas tecnologias de produção de água potável; o setor de energia renovável; a indústria espacial e o desenvolvimento de metodologias de ensino.

O presidente de Israel agradeceu ainda ao povo brasileiro pela acolhida a imigrantes judeus que fugiram do Holocausto, durante a 2ª Guerra Mundial, e também pelo apoio da diplomacia brasileira, junto à Organização das Nações Unidas (ONU), à criação do Estado de Israel em 1948.

A respeito das várias guerras já travadas com países árabes vizinhos ao longo da existência de Israel, Shimon Peres lembrou que seu país, em todos os casos, foi atacado primeiro.

– Quando fomos atacados nos defendemos, quando nos defendemos ganhamos. Mesmo em guerra não deixamos de procurar a paz. Achamos que a conquista da paz é mais importante que a de territórios – disse.

Shimon Peres convidou ainda o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, a prosseguir nas negociações de paz. Ele adiantou que Israel está disposto a fazer concessões “difíceis e dolorosas” para viabilizar o estabelecimento do Estado Palestino ao lado de Israel.

– É possível, com ousadia, se chegar à paz [com os palestinos] em um ou dois anos – afirmou.

Tratando das relações com o Irã, o líder israelense lembrou que seu país, historicamente, nunca foi inimigo do povo iraniano. Ele alertou, no entanto, que não há como Israel não se preocupar com o fato de o Irã estar desenvolvendo armas nucleares e com as ameaças de destruição de seu país feitas pelo presidente Mahmoud Ahmadinejad.

*Com informações da Agência Senado

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114865 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.