Seagri inicia distribuição de sementes para a safra verão

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

78.854 Famílias de agricultores com propriedades localizadas nos territórios de Irecê, Velho Chico, Chapada Diamantina, Piemonte do Paraguaçu, Sertão do São Francisco, Oeste, Bacia do Rio Corrente, Bacia do Paramirin, Sertão Produtivo, Vitória da Conquista, Médio Rio de Contas, Bacia do Jacuípe, Sisal, Piemonte Norte do Itapicuru, Piemonte da Diamantina, Litoral Sul, Itapetinga, Vale do Jequiriçá, Itaparica e Extremo Sul vão receber 1.163 toneladas de sementes.

A distribuição faz parte do Programa Semeando para a safra de verão 2009/2010, lançada oficialmente nesta quinta-feira,(05/11/2009), na cidade de Juazeiro, pelo governador Jaques Wagner e pelo secretário da Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária, Roberto Muniz.

O Programa semeando é  desenvolvido através da Superintendência de Agricultura Familiar, SUAF, e da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola, EBDA. Serão distribuídas 278 toneladas de sementes de feijão carioquinha, 452 toneladas de vigna,(feijão de corda), 367 toneladas de milho e 66 toneladas de sorgo. Cada agricultor vai receber 10 kg de semente de feijão carioquinha, 10 kg de vigna, 5 kg de milho e 1 kg de sorgo.

O lançamento do programa aconteceu no Centro de Cultura João Gilberto, durante a apresentação do Programa de Inclusão Produtiva da Ovinocultura e Caprinocultura no Semi-Árido da Bahia, batizado como “Bioma Caatinga”, do Banco do Brasil. Como parte da programação foram entregues as chaves de quatro, de um total de 23 tratadores, adquiridos por agricultores familiares através do Programa Mais Alimentos.

Para o agricultor Gregório Araújo Neto, de Curaçá, a distribuição de sementes chega em boa hora, por causa da chuva, e representa um grande apoio ao pequeno agricultor, principalmente por ser sêmenes de qualidades. “Com boas sementes podemos aumentar a produtividade”, disse.

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Para o secretário da Agricultura, Roberto Muniz, a distribuição de sementes tem como premissa contribuir para a promoção do desenvolvimento sustentável, centrado na expansão e fortalecimento da agricultura familiar. “Esta ação viabiliza as condições necessárias para o pleno exercício da cidadania e a melhoria da qualidade de vida no campo”, disse.

O presidente da EBDA, Emerson Leal, disse que as sementes são destinadas ao plantio para a alimentação humana, a exemplo do feijão, milho e vigna, e o sorgo, que serve de base para a alimentação animal. “O mais importante nesse programa não é apenas a doação de sementes, mas também os valores sociais que o programa traz consigo. É notória a melhoria da qualidade e da produtividade do agricultor familiar que participa desse projeto, já que as sementes disponibilizadas têm genética superior e passam por um processo de seleção antes de ir ao campo”, explicou o presidente.

Ailton Florêncio, superintendente da SUAF, lembrou que o programa visa também o treinamento de técnicos para qualificar agricultores familiares nas suas comunidades, para a produção de sementes e de mudas próprias, fazendo com que deixem de depender da doação de sementes ou do plantio de grão para as safras futuras.

TRATORES

Financiados através do Banco do Brasil, pelo Programa Mais Alimentos, os 23 tratores foram adquiridos por agricultores familiares dos municípios de Uauá,  Juazeiro, Casa Nova, Curaçá e Remanso. O secretário Roberto Muniz entregou as chaves de uma das máquinas à agricultora Tereza Fujisawa, do distrito de Maniçoba, em Juazeiro, e destacou a importância do acesso ao financiamento para a modernização da agricultura familiar.

“O Programa Mais Alimento tem no Brasil todo. O agricultor pode financiar até R$ 100 mil, para comprar de um facão a um trator, com três anos de carência e sete para pagar, com juros de 2% ao ano. Mas aqui na Bahia é diferente. O agricultor não paga os juros. Quem paga é o governo”, afirmou o secretário. Essa ação do governo faz parte do Plano Agrícola e Pecuário da Bahia, PAP, lançado pela Seagri, e está respaldada em Lei aprovada pelo Legislativo.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 114861 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.