Neste sábado no Teatro do CUCA, ocorre o o primeiro encontro de dança tribal de Feira de Santana, Tribal Night

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

Acontece no próximo sábado (05/12/2009) no Teatro do CUCA o ”Tribal Night”, o primeiro encontro de dança tribal de Feira de Santana a partir das 20:30hs. O Estilo Tribal é uma modalidade de dança que funde conceitos e movimentos de danças étnicas das mais variadas regiões, como Dança do Ventre, Flamenco, Dança Indiana e Dança Havaiana, além de folclores de diversas partes do Oriente e danças tribais da África Central. Em 2002, no Brasil, na cidade de São Paulo, a bailarina Shaide Halim cria a Cia. Halim Dança Étnica Contemporânea – a primeira trupe tribal do Brasil.

Foi o início do Estilo Tribal Brasileiro. Desenvolvendo um trabalho baseado nestas modificações pelas quais o estilo passou, Shaide inova mais uma vez ao trabalhar com as danças de uma forma mais homogênea.

Em Feira de Santana a dança chegou através de Bia Vasconcelos, bailarina, professora e coreógrafa de Dança do Ventre, Folclore Árabe e Dança Tribal (nas modalidades American Tribal Style e Tribal Fusion Bellydance).

O TRIBAL NIGHT, tem a participação de grandes nomes da dança tribal como Paula Braz(SP), Govinda Vallabha, Dyah, Mell Borba e Ives Soeiro (Salvador), Maicon Barreto (Morro do Chapéu) e várias bailarinas de Feira, incluindo o Corpo de Dança Tribal do CUCA e a Trupe Yonah, tudo com a coordenação de Bia Vasconcelos.

Durante todo o evento haverá mostras de vários expositores com vendas de artigos tribais e de dança do ventre!

Um dia mágico e muito tribal com vários sorteios durante todo o espetáculo. O ingresso custa R$ 10,00 e está a venda na loja Cravo e Rosa, Shopping das Fábricas e no local do evento.

+ Sobre Paula Braz:

Paula Braz é coreógrafa, arte educadora  e integrante da direção da Companhia Xamã Tribal Brasil e diretora do núcleo da cia. em São Paulo.

Deu início ao seus estudos em dança em 2001 na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, enquanto graduanda do curso de licenciatura em Arte Educação, passando pela dança contemporânea e pelo teatro-dança.

Trabalhando profissionalmente com o estilo Tribal desde 2006, deu início aos seus estudos inicialmente como auto didata, através do trabalho de bailarinas como Rachel Brice, Zoe Jackes, Morgana, Kami Liddle, Carolena Nericcio e Karina Iman, e grupos como Nieblas de Avalon, Fat Chance BellyDance, Cia. Halim, Gypsy Caravan e Urban Tribal entre outros.

Busca inspiração também na Dança Butô, no teatro-dança de Pina Baush e na metodologia de Klauss e Angel Vianna.

Sua formação na área inclui workshops com as bailarinas americanas de Tribal Fusion
Sharon Kihara (“Bellydancer Super Star” e integrante do The Indigo) e Mardi Love (“Bellydancer Super Star” e integrante do The Indigo), com o maior nome do Tribal Gótico Ariellah Aflalo (USA), com a pioneira da Dança Tribal no Brasil Shaide Halin (SP) , com a bailarina e diretora da Companhia Lunay Kilma Farias (PB) e ainda com Mariana Quadros (SP), Carol Shavarosky (RJ), Nadja el Baladi (RJ) e Nanda Najla (MG); dança indiana com o brasileiro Carlos Clark; dança do ventre com Djamila (ALE), Karen Barbee (USA), Zur Yasbec (SP) e Elis Pinheiro (SP). Teatro-Dança com o bailarino Maurício Motta (UFRN) e Corporeidade e Consciência Corporal com a prof. Drª Teodora Alves (UFRN).

Foi diretora do Espetáculo de dança tribal da companhia Xamã, o “Las Nieblas”, apresentado em dez. de 2008, em Natal-RN, no Budda Pub.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 106883 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]