CMFS: câmara comemora 492 anos da Reforma Protestante

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

A Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS) realizou no último dia (19/11/2009), Sessão Especial, com o objetivo de comemorar os 492 anos da Reforma Protestante, atendendo ao requerimento nº 332/2009, de autoria do vereador José de Arimatéia Coriolano de Paiva. O presidente do Legislativo, vereador Antônio Carlos Passos Ataíde conduziu o evento, que teve como palestrante o pastor Josenilson Carlos Neris Ferreira.

O pastor Josenilson iniciou sua explanação, lendo o Salmo 33:12. “Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança”. Em seguida, ele relatou, de forma sucinta, a história da Reforma Protestante e sua importância para a comunidade evangélica.

De acordo com o pastor, a Reforma Protestante foi um movimento religioso e político, iniciado no século VI, que dividiu a igreja do Ocidente em dois campos: o Católico e o Protestante.  “Em suas origens, a Reforma é essencialmente um fato religioso de contestação à Igreja Católica, todavia, não se pode esquecer o fato político provocado pelos interesses contrariados das Monarquias Nacionais e da burguesia mercantil, que queriam limitar a influência do papado”.

O palestrante informou que no início dos tempos modernos, o papa era um príncipe italiano que protegia artistas, vivia em cortes luxuosas e fazia alianças políticas, interessado em aumentar suas rendas e auferir lucros, consolidando assim seu poder temporal. “Uma das práticas utilizadas para explorar o temor religioso do povo era a venda das indulgências (Remissão total ou parcial de pecados; perdão). Ao comprá-las, a Igreja Católica garantia ao fiel sua entrada no paraíso sem cumprir a pena temporária no purgatório”. Segundo Josenilson, tais práticas deixaram à autoridade papal desmoralizada.

Conforme o pastor foi nesse contexto que um monge alemão chamado Martinho Lutero expôs seus pontos de vista sob uma nova doutrina teológica. Ele informou que a luta reformista iniciou-se em 31 de outubro de 1517, quando Lutero afixou na porta da Catedral de Wittemberg as suas 95 teses, onde denunciava os abusos do clero, os dogmas da Igreja e a venda das indulgências.

 “A luta de Martinho Lutero mudou o curso da história. A difusão da Reforma foi absoluta e imediata, repercutiu em todo o mundo. O movimento protestante deu a todo o homem o direito de adorar a Deus, de acordo com os ditames de sua consciência. A idéia central da Reforma é a convicção de que o ser humano não pode nem tem necessidade de salvar-se por si mesmo. Antes, a salvação é dada em Cristo ‘unicamente pela graça’ e aceita ‘somente pela fé’”.

A Sessão Especial contou também com a presença das seguintes autoridades: José  Ferreira Pinto, ex-prefeito de Feira de Santana; pastora Heroína Santiago e os vereadores: Ângelo Almeida; David Neto; Frei Cal e Roberto Tourinho. O vereador José de Arimatéia foi o responsável por saudar os convidados e pela entrega de uma placa de agradecimento ao pastor Josenilson Carlos Neris Ferreira.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111010 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]