Centro Amélio Amorim obtém resultados positivos sob nova gestão

Publicidade

Banner da Gujão: Campanha com o tema ‘Tudo fresquinho é melhor’, veiculada em 3 de junho de 2022.
Os primeiros resultados da nova gestão são comemorados pela coordenadora do Amélio Amorim, Rebeca Rodrigues, que mensura a ampliação da divulgação do espaço e a programação do mês de outubro.
Os primeiros resultados da nova gestão são comemorados pela coordenadora do Amélio Amorim, Rebeca Rodrigues, que mensura a ampliação da divulgação do espaço e a programação do mês de outubro.
Os primeiros resultados da nova gestão são comemorados pela coordenadora do Amélio Amorim, Rebeca Rodrigues, que mensura a ampliação da divulgação do espaço e a programação do mês de outubro.
Os primeiros resultados da nova gestão são comemorados pela coordenadora do Amélio Amorim, Rebeca Rodrigues, que mensura a ampliação da divulgação do espaço e a programação do mês de outubro.

Há um mês a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), unidade da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (Secult), retomou a administração do Centro de Cultura Amélio Amorim, em Feira de Santana, administrada desde 2000 pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). O balanço deste período de gestão revela resultados positivos.

Os primeiros resultados da nova gestão são comemorados pela coordenadora do Amélio Amorim, Rebeca Rodrigues, que mensura a ampliação da divulgação do espaço e a programação do mês de outubro como fatores que estão agradando ao público, além de estarem motivando matérias e entrevistas na imprensa local.

Os números demonstram que o público compareceu aos eventos gratuitos, a exposição Pierre Verger contabilizou 672 visitas registradas, o Circuito Popular de Cinema e Vídeo obteve um público de 82 pessoas para Os Três Patetas e 47 para O Gordo e o Magro e o Quinteto de Metais da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) atraiu 49 espectadores.

A peça 1,99, encenada por Ricardo Castro, teve 210 pagantes na quinta e 372 na sexta. Já as peças do Bando de Teatro Olodum também ampliaram o número de frequentadores do Centro – Ó Pai ó teve 174 pagantes e 240 assistiram Cabaré da Raça.

Segundo a diretora de Espaços Culturais, Kátia Najara, nos meses de novembro e dezembro, a programação será composta por eventos pré-agendados pela Uefs, que serão honrados pela Funceb.

Diálogo 

A proposta da Funceb é promover uma gestão participativa do Centro de Cultura Amélio Amorim, proposta esta que foi lançada por ocasião da recente reunião entre a Fundação Cultural do Estado da Bahia e a classe artística feirense, que contou com representantes de várias esferas da produção e gestão cultural da cidade. O evento, ocorrido no dia 26 de outubro, teve como objetivo facilitar o entendimento sobre a política de gestão dos espaços culturais Funceb, assim como sobre o processo de ocupação e dinamização destes espaços.

Segundo Kátia Najara, o debate correu tranquilo, com atmosfera pacífica, simpática e colaborativa. “Apresentamos o manual de gestão dos espaços Funceb, que foi bem aceito e elogiado, esclarecemos dúvidas, abrimos espaço para que os grupos apresentassem algumas propostas e já estamos evoluindo na cessão de salas para os artistas, que ocuparão o Amélio por períodos de quatro meses, revogáveis ou não, a depender da demanda”.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 123346 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.