Dia do professor é comemorado em Sessão Especial na ALBA

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

O atentado que matou Álvaro Henrique Santos e Eliney Pereira, presidente e secretário da APLB Sindicato de Porto Seguro, em setembro deste ano, repercutiu ontem na Assembleia Legislativa, durante sessão especial para comemorar o Dia do Professor. A professora Maria Aparecida Santos atravessou os mais de 700km que separam aquela cidade de Salvador e trancou o choro para falar sobre os graves problemas educacionais que, segundo ela, se registram na localidade.

“Quem está aqui é a professora, porque, se fosse a mãe, não conseguiria”, disse, revelando a dor de ter perdido o filho, cujo assassinato foi relacionado pela imprensa com uma greve de professores deflagrada pela APLB. Ela não foi a única a tratar do caso. Logo no início dos trabalhos, o proponente da sessão, deputado Professor Valdeci (PT), lembrou das “vidas que foram covardamente ceifadas por criminosos” e pediu que “este momento sirva também como mais um grito de justiça para que as investigações sejam agilizadas e os responsáveis pelo crime sejam presos”.

Iléia Almeida, diretora regional da Direc 25, localizada em Barreiras, explicou que trazia um discurso pronto, mas que mudou sua fala diante do impacto das palavras de Maria Aparecida. Ela reconheceu que o presidente Lula e o governador Jaques Wagner têm empreendido grande esforço para melhorar a educação, mas que a violência que vitima professores tem que também ser combatida. “Hoje não lutamos apenas por salário, mas por segurança em sala de aula”, disse. Maria da Conceição Borges Ferreira, do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, falou de um tema cada vez mais urbano, ao lembrar de agressões e ameaças de alunos contra os mestres.

ESPERANÇA

A sessão do Dia do Professor foi calcada na dura realidade, mas não deixou de apontar os caminhos para a esperança. Foi também festiva, com adornos em papel crepom e a fotografia do educador Paulo Freire em lugar de destaque. Os deputados Zé Neto (PT) e Eliana Boaventura (PP), por exemplo, falaram da beleza do magistério e da fibra dos profissionais que a conduzem. O deputado Rogério Andrade (DEM) contou a história que explica o 15 de Outubro dedicado aos mestres. O ouvidor da SEC, José Francisco Barreto Neto, falou em nome do secretário Oswaldo Barreto, que naquele momento inaugurava o SAC-Educação no Comércio, dispositivo que objetiva a melhorar o atendimento ao professor e demais servidores daquela Pasta.

A coordenadora pedagógica da Escola Leur Lomanto, de Santa Maria da Vitória, Diana Oliveira, fez citação para definir-se a si e aos colegas como “agricultores de sonhos”. Foi este ambiente que o coral da Assembleia ajudou a criar ao executar duas músicas bastante sugestivas: Sementes do Amanhã, de Gonzaguinha, e Caçador de Mim, de Milton Nascimento. Para quem não tivesse prestado atenção aos versos, a professora Vera, irmã de Valdeci, e coordenadora da Universidade Aberta do Brasil, recitou os versos “longe se vai, sonhando demais”. Valdeci contou que era ainda criança, em 1979, quando ela o influenciou a admirar o nascente Partido dos Trabalhadores.

O Colégio Manoel Novaes contribuiu com um grupo de chorinho, mas foi o solo no violão de Gabriel França, 14 anos, que entusiasmou o público. A peça escolhida, leva o sugestivo nome de Doutor Sabe Tudo, de Dilermando Reis. Ao final dos trabalhos 12 pessoas com reconhecida contribuição para a educação no estado foram agraciadas com placas comemorativas.

*Com informações da ASCOM/ALBA

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111021 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]