Feira de Santana: Câmara Municipal debate criação de albergues no município e liberação de ambulância do SAMU

Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).
Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

A vereadora Gerusa Sampaio (PDT), hoje (30/10/2009), em seu discurso proferido na Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS) sugeriu a criação de albergues para combater a pobreza e a permanência de pessoas desabrigadas nas ruas. Segundo Gerusa, várias pessoas carentes, oriundas de diversas cidades, que procuram algum tipo de atendimento no município, costumam dormir em locais públicos (praças, viadutos, calçadas), em virtude da falta de albergues em Feira de Santana.

Na oportunidade, a vereadora, sensibilizada com a situação, solicitou do prefeito Tarcízio Pimenta um local adequado que sirva de alojamento para essas pessoas.  “Eu não posso entrar com um projeto, no sentido de obrigar o Executivo a implantar Albergues, porém, podemos buscar recursos e procurar uma área para resolver esses problemas”, declarou Gerusa.

Liberação de ambulância do SAMU é prejudicada por falta de macas no HGCA, afirma Bastinho 

O vereador José Sebastião, o Bastinho (PRTB), hoje (30), em seu pronunciamento na tribuna da Casa da Cidadania, denunciou que a escassez de macas no Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), costumar prejudicar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Segundo Bastinho, desde ontem, às 20 horas, uma ambulância do Samu está paralisada porque seu equipamento está retido dentro do HGCA.

Para o vereador, essa situação traz riscos aos  pacientes, sobretudo, quando se trata de emergência. “Imagine quantos socorros esta ambulância do Samu deixou de fazer, ao disponibilizar sua maca para o Hospital Clériston Andrade”, lamentou Bastinho.

Em seguida, o vereador, procurando resolver o problema, conclamou seus pares. “Como verdadeiros representantes do povo, nós vereadores temos que tomar uma atitude urgente, no sentido de se buscar alternativas junto aos órgãos competentes ou até mesmo dando nossa contribuição em forma de ‘vaquinha’, para que a compra de macas no Clériston se concretize”.

Vereador Reinaldo Miranda quer fiscalização para cargas e descargas de mercadorias 

O vereador Reinaldo Miranda, o Ronny (PMN), hoje (30), na sessão da Casa da Cidadania, solicitou providências, do secretário Municipal de Transporte e Trânsito, Flailton Frankles, para disciplinar os horários de cargas e descargas de mercadorias nos estabelecimentos comerciais de Feira de Santana, em virtude dos transtornos que causam ao trânsito, sobretudo, no centro da cidade.

Ronny informou que a Rua Carlos Valadares, próxima ao Supermercado Mercantil Rodrigues, virou estacionamento de carretas, o que segundo ele, vem trazendo um caos muito grande aos moradores e motoristas que passam pelo local. O vereador também alertou sobre um empreendimento comercial de grande porte que está sendo construído na Rua Barão de Cotegipe. “Lá não tem estacionamento, evidentemente, a desorganização do trânsito vai continuar”, analisou.

Para o vereador, a Prefeitura antes de liberar o alvará para construção de novos empreendimentos no centro da cidade, deve fazer um estudo sobre área, no sentido de verificar se há viabilidade de tráfego e estacionamento de veículos. Em seguida, ele afirmou que a lei do município que disciplina a cargas e descargas de mercadorias não está sendo cumprida e fiscalizada. “As grandes empresas que se instalam em Feira de Santana fazem daqui o que querem”, reclamou.

Câmara aprova em 2ª votação projeto que concede gratuidade nos ônibus aos idosos a partir de 60 anos 

O projeto que assegura o passe-livre para os idosos a partir dos 60 anos, no transporte coletivo em Feira de Santana, foi aprovado hoje (30), em segunda e última votação, pela Câmara Municipal. Agora, a matéria vai para a sanção do Poder Executivo. Precisará ser sancionada pelo prefeito Tarcízio Pimenta, para que entre em vigor.

A proposta é de autoria dos vereadores Marialvo Barreto e Roberto Tourinho. Atualmente, no município, apenas as pessoas a partir dos 65 anos são beneficiadas pela gratuidade no transporte urbano.

Uma emenda de autoria do vereador Justiniano França e aprovada pela Casa determina que os usuários de ônibus com idade a partir dos 60 anos “que possuam atividade trabalhista que já tenham o direito de utilizar o serviço de transporte público municipal”.

Tourinho e Marialvo conclamaram os vereadores da bancada governista a votar em favor do projeto. “Se o prefeito fizer o veto ao projeto, estará não apenas enterrando sua carreira política, mas também o de sua esposa candidata. Acho que ele não vai entrar em uma canoa furada dessa”, analisou Marialvo.

O vereador Tourinho cumprimentou o presidente da Casa, Antônio Carlos Ataíde, que determinou que uma emenda apresentada na hora da votação, com mesmo conteúdo do projeto, fosse considerada prejudicada.

O líder da bancada governista, Justiniano França, afirmou que os idosos a partir dos 60 anos merecem a gratuidade no transporte urbano. O vereador também disse que a bancada poderia estar tranqüila, pois não havia qualquer orientação no sentido de evitar a aprovação do projeto.

Vereadores enaltecem idosos e importância do benefício 

Emocionado, o vereador Ailton Araújo lembrou-se das dificuldades de sua avó, já idosa. “Tem idoso que não tem dinheiro nem mesmo para comprar o pão ou a carne. Seria uma injustiça com estes, votar contra um projeto desses”.

O vereador José Sebastião declarou que os idosos fazem parte das prioridades do seu mandato. “Jamais seríamos contrários a uma proposta que beneficia essas pessoas tão necessitadas”, disse ele. Bastinho, como é conhecido, foi autor do projeto que concedeu a gratuidade nos ônibus aos comissários de menores.

O vereador Roque Pereira avaliou que diante de uma matéria que beneficie diretamente a comunidade, ele sempre estará votando favorável, independentemente da posição do Governo Municipal sobre o assunto. “Na votação de projetos para proporcionar melhorias para o povo, não serei refém de governo”.

“Não tem como se votar contra um projeto desses”, disse o vereador Antônio Francisco Neto. Para ele, a aprovação do projeto é um momento de alegria para a Câmara e para a população. “É preciso cautela, por enquanto, pois o projeto ainda estará sendo submetido à apreciação do Poder Executivo, que pode vetar se assim entender” recomendou.

José  de Arimatéia, que também votou favorável, fez um pedido aos idosos.  “Que valorizem essa força, se reúnam em comissão e compareçam à Prefeitura para uma audiência com o prefeito Tarcízio Pimenta, para reivindicar que ele não vete esta matéria. Aqui, os senhores tiveram uma primeira vitória”.

O que é  de direito é assegurado por Deus, disse a vereadora Gerusa Sampaio. “Temos que nos orgulhar desta Câmara e não nos envergonhar. Este projeto é um marco para a atual legislatura”, justificou a pedetista.

José  Marques, o Zé Curuca, afirmou que a mãe dele solicitou, logo cedo que votasse favorável ao projeto. “Ela me disse: hoje você tem um projeto importante para votar”. Cíntia Machado alegou que seus pais sempre a alertaram para que defenda os idosos. “Não vai ser um gasto tão grande assim, pois os idosos raramente saem de casa”.

O vereador Luiz Augusto considerou uma “grande vitória” dos idosos de Feira de Santana. “A Câmara também está de parabéns, por ter se sensibilizado com a necessidade de aprovar a matéria”.

Câmara aprova em 2ª votação projeto que cria Secretaria de Prevenção à Violência 

Aprovado em segunda e última votação, o projeto de lei do Poder Executivo propondo que seja criada a Secretaria Municipal de Prevenção à Violência será encaminhado agora para ser sancionado pelo prefeito Tarcízio Pimenta. A matéria foi aprovada por unanimidade e sem emendas, embora os vereadores de oposição tenham tentado apresentar algumas proposições neste sentido.

O vereador Ângelo Almeida lamentou mais uma vez a tramitação do projeto em regime de urgência, o que determina que uma emenda só possa tramitar se contar com o mínimo de sete assinaturas. Ele pretendia apresentar uma emenda propondo que a Secretaria fosse dotada de uma Corregedoria, mas não conseguiu reunir as assinaturas necessárias.

O vereador Marialvo Barreto, que também não conseguiu assinaturas suficientes para apresentar emendas, anunciou que recorrerá a um projeto de lei, de imediato, para propor que seja criado o Fundo Municipal de Segurança Pública.

“É preciso que recursos sejam disponibilizados para apoiar as medidas que a Secretaria de Prevenção à Violência deverá adotar”, disse o petista, com o texto do projeto em mãos.

Marialvo também pretende, tão logo a lei seja sancionada, apresentar uma emenda tornando obrigatória, nos quadros da Secretaria de Prevenção à Violência, a presença de um representante dos conselhos de segurança existentes nos bairros de Feira de Santana. “Essas entidades precisam estar representadas na Secretaria”, afirma.

O vereador Carlos Alberto Costa Rocha (Frei Cal) afirmou que a oposição foi impedida de contribuir com melhorias para o projeto, devido ao regime de urgência. “Emendas que seriam importantes para o aperfeiçoamento da lei deixaram de ser apresentadas. Eu também tentei apresentar algumas emendas, mas não consegui as assinaturas suficientes”.

Ele entende que, ao determinar o regime de urgência, o Executivo assume para si toda a responsabilidade da Secretaria, “evitando que não apenas a oposição, mas os próprios governistas pudessem melhorar o projeto”.

Governista diz que emendas podem ser apresentadas após aprovação do projeto 

O vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha) declarou que o prefeito Tarcízio Pimenta agiu corretamente, ao solicitar da Câmara autorização para que o projeto fosse apreciado em regime de urgência. “Não há mais tempo a perder, diante dos graves problemas de segurança enfrentados em Feira de Santana”.

Quanto ao fato de que os vereadores de oposição tenham enfrentado dificuldade para apresentar emendas ao projeto, ele disse que não vai faltar oportunidade para isto. “Aprova-se o projeto agora e depois todos nós podemos apresentar emendas, sem a necessidade de recolher número mínimo de assinaturas, para discutir em plenário”, justificou.

O vereador Roque Pereira afirmou que aguarda com expectativa pelo funcionamento da Secretaria de Prevenção à Violência. “Temos uma situação grave na cidade, com a insegurança que todos têm conhecimento. Precisamos do apoio desta secretaria o quanto antes”.

Distrito em festa com reabertura da Igreja de Nossa Senhora dos Humildes 

A população do distrito de Humildes, especialmente a comunidade católica, estará  em festa nesta quinta-feira (01). Segundo o vereador José Marques, o conhecido Zé Curuca, estará sendo reaberta nesta data, para a comunidade, a Igreja de Nossa Senhora dos Humildes.

“Um dos meus maiores sonhos, desde que assumi um mandato nesta Casa, conferido pela população de Humildes, era contribuir para a realização de uma pintura geral naquela instituição religiosa. Graças a Deus, o serviço foi feito e a igreja está pronta para ser novamente colocada à disposição do povo”, disse o vereador.

A reabertura do templo acontecerá sob a celebração do arcebispo metropolitano Dom Itamar Vian, que contará com a assistência do padre Severino. Zé Curuca conclamou a presença da comunidade e dos vereadores ao ato público de amanhã “aguardado com grande expectativa pelo povo de Humildes”.

O vereador também anunciou outras boas notícias para a população daquele distrito. Em breve, segundo ele, também será reinaugurada a casa de farinha do povoado de Pau Seco.

No dia 12 de outubro, feriado do Dia da Padroeira do Brasil e data em que se homenageia as crianças, estará sendo inaugurado pelo prefeito Tarcízio Pimenta um parque infantil na Rua Cônego Olímpio, principal via pública do distrito. Levará o nome da menina Vitória, assassinada há um mês.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]