Profissionais da imprensa de Feira de Santana e região comparecem em massa no encontro promovido pelo PMDB baiano

Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimentoGeddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento

Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento

O município de Feira de Santana esteve recebendo hoje (18/09/2009) a visita do Ministro da Integração, Geddel Vieira Lima (PMDB),  oportunidade em que participou de um almoço com a imprensa de Feira de Santana e região, que compareceu em massa.

O evento aconteceu no restaurante Los Pampas. A abertura dos trabalhos foi realizada pelo presidente do PMDB na Bahia, Lùcio Vieira Lima, que na oportunidade declarou que o encontro com os profissionais da área tem por finalidade homenagear a categoria, “ao mesmo tempo, queremos dar a oportunidade para todos formularem seus questionamentos em um clima amplo e democrático, sem barreiras ou interferências”.

Ele também fez questão de observar que o objetivo do evento foi manter um bom relacionamento com a imprensa. Sendo este, o primeiro de uma série que o partido irá promover nas principais regiões do Estado, tendo como intuito estreitar relações abertas e democráticas com a mídia formadora de opinião.

Dando prosseguimento ao ato, o ministro da Integração Geddel Vieira Lima agradeceu a todos pela presença dos políticos de Feira e região. E se colocou à disposição  para interagir com a imprensa local. Dentre as inúmeras questões formuladas pelos profissionais de imprensa, O ministro fez questão de afirmar que a sua candidatura é irreversível e que em nenhuma hipótese o PMDB vai deixar de apresentar candidatura própria ao governo do Estado da Bahia.

Ao ser questionado sobre o seu afastamento do governo Wagner, Geddel disse estar muito tranqüilo. “Nosso comportamento com o governo foi de muita lealdade principalmente na tomadas de decisões. Antes de nos desligarmos do governo tivemos a preocupação de elaborar e apresentar ao mesmo, um documento no qual citávamos de forma exaustiva as necessidade sociais do Estado. Talvez por falta de tempo ou até mesmo de interesse por parte do governo não fomos ouvidos. Foi nesse momento que entendemos que estava na hora de encerramos esta aliança política. Insisto em reafirmar que o nosso afastamento não foi uma atitude de esperteza, se assim o fosse não teríamos agido com mais de um ano de antecedência, teríamos aguardado momento mais propício”, garante o ministro.

Com relação à possibilidade de compor com outros partidos a exemplo do PSDB, o ministro não descartou a possibilidade e adiantou estar mantendo conversações com várias outras agremiações políticas. Mas foi enfático em observar que o momento de composição está voltado para o segundo turno. No contexto nacional, ele disse compartilhar da decisão do presidente Lula, e que a escolha de Dilma Rouseff  para sucede-lo na presidência é a oportunidade que o brasileiro tem para fazer uma escolha qualificada.

Indagado sobre a possibilidade de se eleito quais as tomadas de decisão a ser adotadas pelo seu governo em relação à Feira de Santana. Ele disse que devido a sua importância  no cenário baiano e até mesmo nacional, o município tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento. ”Estamos prontos e abertos para receber as propostas de Feira de Santana, que para mim é prioridade”.

Esteve compondo a mesa ao lado do Ministro da Integração Gedddel Vieira Lima, o deputado federal Colbert Martins;  prefeito de Ipecaetá,  Ailton Souza Silva; prefeito de São Gonçalo , Antonio Dessa (Furão); deputado estadual Luciano Simões; presidente do PMDB  na Bahia, Lúcio Vieira Lima; Presidente da Associação  Baiana de Rádio e Televisão, Henrique Batista; prefeito de Terra Nova Francisco Hélio de Souza (JaJá), entre outros representantes do segmento empresarial de Feira e região.

Confira imagens

Loading Images
wpif2_loading
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Carlos Augusto Oliveira da Silva
Carlos Augusto Oliveira da Silva
Carlos Augusto Oliveira da Silva
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimentoGeddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento
Geddel responde à imprensa de Feira: o município de Feira de Santana tem que se tornar um pólo de atração de desenvolvimento

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).