Museu do Antares será modelo para outros centros de ciências

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação da Bahia (Secti) entregaram à comunidade um importante espaço de difusão do conhecimento e do interesse pela ciência. Trata-se do Museu de Ciência e Tecnologia do Observatório Antares, que já servia à população há alguns meses e foi inaugurado oficialmente nesta quinta-feira (24/09/2009) pelo governador da Bahia, Jaques Wagner.

A solenidade contou com a presença do reitor José Carlos Barreto de Santana, do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Eduardo Ramos, e do diretor do Antares, Paulo Poppe, dentre outras autoridades.

O governador Jaques Wagner elogiou a iniciativa da Uefs de implantar o Museu e elogiou a estrutura dos equipamentos. Conforme afirmou, o Museu possui recursos de baixo custo, “porém criativos, didáticos e significativos para a difusão da ciência, em especial perante os jovens”. Nesse sentido, disse, o Museu servirá de modelo para para outros órgãos da capital e do interior, com incentivo do Governo do Estado.

Para o reitor José Carlos Barreto, com a implantação do Museu de Ciência e Tecnologia, a Uefs cumpre o papel de levar o conhecimento para fora dos muros do campus, proporcionando oportunidade para toda a comunidade.

Interatividade

O Museu é composto pelos projetos Parque Espacial e Parque dos Dinossauros, que possuem, dentre outros equipamentos, uma réplica de 11 metros do foguete Saturno 5, que realizou a viagem à Lua na Missão Apollo 11, em 1969, dois “gyrotecs” (ou “loconautas”), e réplicas de espécies de animais que viveram há milhões de anos no território brasileiro.

Segundo o diretor do Observatório Antares, Paulo Poppe, o objetivo dos novos projetos é beneficiar principalmente estudantes do ensino fundamental e médio oferecendo uma formação melhor quanto ao conhecimento da ciência.

“O novo espaço visa promover a interatividade do aluno com a ciência, fazendo-o perceber que a física e a ciência é vivida no dia-a-dia nas coisas mais simples do cotidiano. Assim, vamos conseguir integrar a escola, o professor e a sociedade e melhorar a qualidade de ensino da ciência nas escolas”, salienta o professor Paulo Poppe.

Inclusão digital

Outros projetos estão sendo preparados para beneficiar a comunidade feirense e aumentar as pesquisas do Museu de Ciência e Tecnologia. Um novo observatório está sendo implantado no distrito de Jaguara em Feira de Santana, por ser um lugar ainda livre de poluição. “Com o céu mais limpo, poderemos ver com melhor clareza o comportamento das estrelas e objetos cósmicos e realizar pesquisas mais profundas”, explica Poppe.

A comunidade já pode visitar o Observatório e experimentar os equipamentos interativos de ciência e física, como usar a própria energia do corpo para fazer funcionar um ventilador ou um rádio.

O Observatório também irá contribuir para a inclusão digital. Já está pronto o Centro Digital da Cidadania que inicialmente vai oferecer cursos de introdução à informática para estudantes carentes e futuramente promoverá cursos de informática relacionada à ciência para professores de escolas públicas.

Projetos Futuros

Novos projetos serão implantados para completar as atividades do Museu de Ciências. O espaço “Planeta terra: Eras e Épocas” apresenta a origem do universo há 13,7 bilhões de anos, o big bang e o cenário cósmico. Em seguida, o espaço “Planeta Terra” vai mostrar a formação da estrutura da Terra 4,5 bilhões de anos – as eras mezoica e cenozóica.

O projeto “Idade do Gelo” demonstra a formação das geleiras, a formação das temperaturas, florestas temperadas e a tundra congelada. A origem e a evolução do homem terão espaço garantido no Museu de Ciências. Serão colocados os sítios arqueológicos entre 10 milhões de anos até 10 mil anos, cavernas, ancestrais, período do bipedalismo, formação dos núcleos familiares.

A contribuição científica dos filósofos gregos será valorizada e terá espaço no Museu assim como a conquista espacial por Isaac Newton.

Redação do Jornal Grande Bahia
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 107977 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]