Mais uma que a Bahia perdeu….. | Por Márcio Pires

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

Não é de hoje, mais precisamente há tres anos, que venho colocando de maneira COMPROVADA TECNICAMENTE, sobre as perdas que a BAHIA vem “colecionando”, principalmente no que diz respeito a ATRAÇÃO DE NOVOS INVESTIMENTOS NA ÁREA INDUSTRIAL…afora outros setores, como Turismo, Infra-Estrutura, Logística, e por aí vai….já do conhecimento de todos.

Citando alguns exemplos: SADIA, perdida para Pernambuco com 5.000 empregos, era projeto para a Bahia… TOYOTA, nunca viria para a Bahia, foi pura história e um tremendo engodo do Governador Wagner.

Planta Têxtil para Pernambuco, Refinaria para Pernambuco (poderiam ampliar a RLAM daqui), Planta Verde da Braskem para o sul, Falência do Polo de Camaçari (plantas velhas e mal mantidas, sem inversões do principal acionista, Braskem, que prefere o Polo do Sul)… e muito mais!!!, pois com a falta de inversão no Polo não há matérias primas mais disponíveis para a implantação de novas unidades de embalagens, plásticos de engenharia, pneumáticos (este polo parou porque o Governador “entendeu” e “decretou” que a cadeia produtiva havia fechado, mas ainda faltavam 4 fábricas do setor para vir à Bahia)… deveria era ter fechado as cadeias das delegacias com super-lotação, talvez a única “cadeia” que ele entenda…

 Bem, deixando de lado tudo o que foi perdido,(só foram US$ 4,0 bilhões em investimentos e 20.000 empregos… bobagem!), agora foi mais uma, a planta da WEG MOTORES, que foi para Linhares, Espírito Santo, apesar de terem estudado a Bahia, preferiu o interior do Espírito Santo, alegando que o nível educacional de ensino médio e superior são atrativos, e principalmente a infra-estrutura portuária (claro o Porto de Vitória), e os incentivos fiscais do Governo do Estado foram imperativos para a decisão… Investimento de US$ 150 milhões e a geração de 400 empregos diretos e 1.200 indiretos.

A KRAFT Alimentos, segunda maior produtora de alimentos do mundo, NEM SEQUER ANALISOU A BAHIA, FOI DIRETO PARA VITÓRIA DE SANTO ANTÃO EM PERNAMBUCO…. US$ 300 milhões em investimentos com 1.000 empregos diretos e 3.000 indiretos.

 TRISTE BAHIA…!!!! Aqui o AMBIENTE DE NEGÓCIOS encontrado pelos empresários para  investimentos é o pior possível, senão vejamos:

 – Pessoal completamente despreparado, fruto de um leilão histórico de cargos, somente para o Governador se aliar com quem não tem votos, e o lado técnico e de captação de investimentos foi simplesmente rifado.

Com políticos desprovidos de qualquer conhecimento técnico ocupando cargos, que seriam para técnicos e homens-de-negócios ligados a área empresarial, deveria dar lugar a competência, mas não, está aí a MEDIOCRIDADE… ocupando estas posições, sem qualquer pudor… o nível de conversa desse pessoal é o pior possível… Claro, isto afugenta os empresários.

 – O Governo do Estado está quebrado por incompetência, e não reservou recursos para infra-estrutura de novos projetos (acessos, terraplenagens, desapropriações), que quando são necessários tem de ser realizados pelas empresas investidoras, enquanto outros estados a exemplo de (óbvio) Pernambuco, fazem isto normalmente, a Bahia fazia isto até o fim do Governo Paulo Souto…

Os distritos industriais estão um verdadeiro LIXO… esburacados, sem sinalização, sem segurança… sem nada – estradas assassinas a exemplo da Parafuso e Canal de Tráfego..

 – Só se ouve falar de corrupção nas áreas industriais, onde empreiteiras com o QI elevado de cargos em confiança, e imobiliárias “amigas” estão levando terrenos importantes a preço-de-banana, principalmente em Camaçari, com apoio do órgão do Governo e do “amigo” alcaide do município de Camaçari… isto também afugenta os empresários, pois os terrenos antes a preços simbólicos hoja são caros, e os bem localizados estão em mãos desses grupos…

 – O Governador Wagner e seu sindicalista secretário da fazenda (em letras minúsculas já diz tudo), são literalmente contra incentivos fiscais, e SONHAM com a tal reforma tributária que nunca virá nos termos que quer o Srs. Lula e Mantega querem.

Assim, mais uma vez, expulsam e afugentam os empresários que, por óbvio, procuram outro estado (e qual é o mais próximo em condições de receber investimentos??? se respondeu Pernambuco – acertou).

 – A questão Sindical nem se fala, pois além de os sindicalistas estarem no Governo do Estado num aparelhamento “nunca antes visto neste Estado”, fazem as empresas de gato-e-sapato, com o intuito (ou não sei o que) de brilhar politicamente e colocar mais um deles na Câmara dos Deputados e Assembléia Legislativa… Vejam o espúrio exemplo da greve na CODEBA… esta é uma greve BURRA…

Agora nem quero ver… o Secretário nomeado pelo Governador Wagner para a Indústria, Comércio e Mineração, o ilustre desconhecido James Correa, é um sindicalista… imaginem…

Vendido na imprensa, pelo Governo, como “um sindicalista bem sucedido nos negócios” (agora eu pergunto qual o sindicalista mal-sucedido neste governo?), nenhum empresário vai procurá-lo, pois é mais um que não entende de nada… começou falando em meio-ambiente, deveria falar de infra, incentivos e atração de novos investimentos, claro com sustentabilidade, mas só esse discursozinho???, é realmenete para AFUGENTAR EMPRESÁRIOS.

 Existem tantos outros “detalhes” que por enquanto passam sem registro, mas cada caso é um caso, entretanto, a Bahia está sofrendo agora queda de arrecadação, não só pela crise, mas principalmente pela CRISE DE COMPETÊNCIA, pois não possui competência para atrair novos investimentos e por isso, não gera mais receita, ao contrário PERDE E PERDERÁ MAIS, as empresas não estão vindo e as que aqui estão, QUEREM ARRUMAR AS MALAS E IREM EMBORA…

A IMPRENSA PRECISA VER ISTO.

Abraços a Todos

Márcio Pires, Consultor

(Márcio Pires dirigiu a QGN em Feira de Santana e foi diretor da SUDIC durante a administração de Paulo Souto. Atualmente desenvolve atividades de consultoria empresarial. Com obkjetivo de implantar empresas na Bahia).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]