Presidente Lula é o político mais popular da terra, diz Newsweek

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva na capa da revista Newsweek.
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva na capa da revista Newsweek.
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva na capa da revista Newsweek.
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva na capa da revista Newsweek.

Reportagem do site da revista Newsweek chama o presidente brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, de “o político mais popular do planeta” e diz que o petista é a estrela da Assembleia Geral da ONU, que ocorre em Nova York. Segundo a reportagem, o político fez um trabalho “espetacular” no Brasil, mas questiona: “pode Lula resistir à tentação de jogá-lo (o trabalho) fora?”. O título da reportagem se refere à fala de Obama durante encontro do G20 em Londres em abril, quando o americano disse: “esse é o cara. O político mais popular do planeta”.

A revista destaca a infância pobre do presidente e sua ida até São Paulo por uma vida melhor. Na Assembleia Geral da ONU, as câmeras focam o presidente americano, Barack Obama, ou o iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, mas a grande estrela vai ser um “ex-operador de torno barbudo: Luiz Inácio Lula da Silva” e sua aprovação de mais de 70%, diz a publicação.Segundo a reportagem, o Brasil resistiu à crise econômica como nenhuma outra nação. “As pessoas duvidavam quando eu disse que íamos ser os últimos a entrar na crise e os primeiros a sair”, diz Lula em entrevista à Newsweek.

A revista afirma também que, apesar das conquistas econômicas, a grande habilidade de Lula é vender reformas para a população pobre, que acaba por olhar o presidente como um “salvador”. Contudo, segundo a reportagem, ao contrário de outros líderes populares da América Latina, Lula faz tudo “dentro das regras”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113816 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]