Cinema mais antigo do mundo completa 100 anos

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

Os irmãos Lumière e Thomas Edison são nomes associados à história do cinema. Poucos sabem, todavia, que na fronteira entre a Alemanha e a Polônia está o cinema mais antigo do mundo, que em breve completará 100 anos.

 Else Rezjenska, uma professora aposentada, sorri ao falar sobre o Kino Pionier (Cine Pioneiro), hoje o mais antigo do mundo. A exibição de filmes era interrompida somente quando o cinema fechava suas portas para reforma, lembra ela orgulhosa.

O Cine Pioneiro, que de início chamava-se Helios, foi fundado em 26 de setembro de 1909 por Albert Pitzke, um homem “das altas rodas”. Um anúncio amarelado no jornal Stettiner Abendpost comprova que na época o cinema oferecia “um programa sensacional e excelentes filmes contemporâneos”.

Esses primeiros filmes eram exibidos no “teatro-cinematógrafo”, localizado na antiga rua Falkenwalder, em frente ao prédio dos correios, no centro da então cidade alemã de Stettin (hoje a polonesa Szcecin). Na época, a Alemanha ainda era governada por um imperador e o ingresso para o “teatro-cinematógrafo” não custava mais que dois tostões.
Sonho secreto

Em 1999, o cinéfilo Jerzy Miskiewicz comprou o edifício do Cine Pioneiro em péssimo estado de conservação. Somente algumas dezenas de cadeiras de madeira ainda restavam ali dentro. Havia somente um aquecedor a carvão e tudo estava deteriorado. Em três anos de trabalho minucioso, ele transformou o edifício em um lugar aconchegante, salvando o cinema mais antigo do mundo da decadência.

Durante o governo socialista, Miskiewicz foi supervisor dos cinemas de um distrito administrativo na Polônia, que coordenava mais de 100 cinemas. Ele não podia, todavia, ter seu próprio cinema, pois, antes de 1989, na Polônia, os cinemas não eram propriedades privadas, nem exibiam filmes escolhidos livremente.

Miskiewicz pôde, mais de 50 anos depois, realizar seu sonho secreto. Hoje, ele não é apenas proprietário de um cinema, mas do cinema mais antigo do mundo. E aponta orgulhoso para a parede, onde se pode ver emoldurado o diploma do Guiness Book, atestando ao Cine Pioneiro o título de “o cinema mais antigo do mundo”.

Projetor antigo no meio da sala

Miskiewicz sente-se principalmente orgulhoso da segunda sala de seu cinema, a Kinarnia, um trocadilho entre as palavras Kino (cinema) e Kivarnia (verbete usado para designar uma casa de café polonesa).

A Kinarnia é um salão escuro, pequeno e enfumaçado, onde há um bar e pequenas mesas redondas. No meio da sala, um projetor antigo. Ao lado da tela de projeção, encontra-se um antigo piano marrom, para ser tocado durante as exibições de filmes mudos. Tudo como antigamente.

Entrada envidraçada

Em abril de 1943, Szcecin foi destruída quase por completo pelos Aliados. No entanto, ainda é possível encontrar partes intactas de ruas com edifícios em estilo Gründerzeit (era dos fundadores), que corresponde ao período após a Revolução Industrial.

São construções que muito lembram prédios do bairro Prenzlauer Berg, em Berlim. Não se trata de uma coincidência, pois o urbanista James Hobrecht, responsável pelo planejamento da parte central de Berlim entre 1859 e 1861, havia sido anteriormente diretor de planejamento urbano de Szcecin (na época chamada Stettin).

O Cine Pioneiro está localizado em uma das ruas marcadas pelo estilo prussiano. Nas fachadas dos prédios – que têm tristes manchas escuras provenientes do aquecimento a carvão – o estuque antigo ainda pode ser reconhecido. Em contraste às fachadas, o reluzente saguão de entrada envidraçado do Pioneiro é supermoderno. À primeira vista, não se pode imaginar que ali está o cinema mais antigo do mundo.

Todos estão convidados

Em 26 de setembro de 2009, uma grande festa irá celebrar o centenário do cinema. Grandes diretores poloneses, como Andrzej Wajda e Roman Polanski, estão convidados. “Seria ótimo se todos pudessem vir. Os presidentes também teriam que vir. A questão é saber se o cinema vai ter lugar para todos”, diz Miskiewicz .

O Cine Pioneiro não poderá, contudo, recuperar, seu antigo nome Helios, pois esse é exatamente o nome de um cinema multiplex localizado bem próximo. Miskiewicz questiona, todavia, se o multiplex da esquina vai durar muito tempo.

*Com informação de Deutsche Welle.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

About the Author

Redação do Jornal Grande Bahia
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]