Vereador Marialvo diz que não mais defenderá o governo de Wagner em Feira

 Marialvo Barreto .
Marialvo Barreto .

Demonstrando completa insatisfação com a atuação do governo Wagner em Feira, o vereador petista Marialvo Barreto disse não mais defender o governo na Câmara Municipal. A decepção manifestada pelo parlamentar se exarcebou com a nomeação editada no diário oficial sábado (22/08/2009), de Eutímio Oliveira de Almeida, para ocupar o cargo de diretor da 2º DIREC, pessoa intimamente ligada a ex-secretaria de Educação do município, Anacy Paim, que foi defenestrada pelo vereador, ao denunciar que a mesma se encontra respondendo processo criminal no Ministério Público Estadual, em que aponta irregularidades durante a sua gestão quando esteve ocupando o cargo de secretária de Educação do Estado, nomeada no governo de Paulo Souto.

A situação se tornou insustentável que chegou ao ponto do prefeito, que a tinha convidado para assumir o cargo foi o mesmo que a exonerou. O impacto e o desdobramento dos fatos têm sido tão forte que o combatível vereador disse que no aconchego de seu lar chegou a verter lagrimas devido a deplorável situação em que se encontra o seu partido em Feira.

Durante o pronunciamento de um colega na Câmara em que tecia uma contundente crítica ao encaminhamento da política adotada por Wagner no que tange a educação na Bahia, em especial em Feira de Santana.  Marialvo chegou a ceder parte de seu tempo para que o mesmo desse prosseguimento. E posteriormente endossou as críticas do colega ao reconhecer a existência de atrasos nos repasses das parcelas da Merenda escolar, entre outras irregularidades. “Secretário de Educação Adeum Sauer não mostrou dinamismo quando esteve à frente desta secretaria. E nunca fui chamado por ele para opinar sobre a educação no município”, lamenta.

Com relação à atuação do recém nomeado diretor da 2º DIREC, Marialvo disse ser muito cedo para emitir qualquer juízo de valor. Mas, espera que Eutímio não venha a favorecer a prática do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), como fez quando era pró-reitor na Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). O parlamentar considera que a atitude do governo voltada para o município, causa o seu enfraquecimento na área de educação. “Sempre fui filiado ao PT e continuarei enquanto for possível”. Com relação aos erros do PT, ele se recusou em tecer uma análise por considerar que estes, são muitos.

Na ânsia de atrair cada vez mais apoio político o governo Wagner, fica evidenciado que ele não está medindo as conseqüências de suas ações. Atropela os interesses dos seus correligionários no interior do Estado e até mesmo na capital, utiliza a educação e de outros importantes segmentos sociais como moeda de barganha, além de outras atitudes pouco confessáveis, a exemplo de se aliar com o que há de mais torpe e conservador no o cenário político brasileiro. Todo este estrago só tem um objetivo, garantir a sua permanência nos podres poderes. Como professa  a sabedoria popular: político não tem amigos e sim, interesses.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111048 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]