Projeto propõe excelência na educação pública da Bahia

Juarez Duarte Bomfim.
Juarez Duarte Bomfim.

O nosso correspondente na Assembléia Legislativa da Bahia, o cientista político Clodoaldo Almeida da Paixão, envia notícias do front.

Excelência na educação pública da Bahia, com a melhoria de todos os indicadores educacionais, sobretudo o IDEB, a utilização das mais avançadas tecnologias como ferramentas pedagógicas, a exemplo de TV aberta, a internet 3D e telefonia, unidas através de “marketing” educacional que envolve gincanas, jornadas educativas, entre outras. Isso tudo para ser alcançado em apenas dois anos!

Essa é a proposta do Projeto Educa Bahia que será apresentado na Comissão Especial de Promoção da Igualdade (CEPI) da Assembleia Legislativa da Bahia, pelo físico e professor Marival Chaves, no dia 25 de agosto, a partir das 10h, na sala Herculano Menezes.

A proposta pretende enfrentar o problema da distorção idade-série na Bahia: 49,6% dos alunos da 4ª série do ensino fundamental acima da idade adequada, contra 29,4% da média nacional, enquanto que esse percentual sobe para 54,4% na oitava série do ensino fundamental e 66,3% no terceiro ano do ensino médio, respectivamente, contra médias brasileiras respectivas de 36,4% e 42,6%. Este fato somente pode ser corrigido – entre outras ações – com resultados de qualidade, o que inclui aulas motivadoras e interessantes, ajudando a reduzir o tempo que cada estudante gasta para concluir cada série.

Segundo o professor, “com os recursos tecnológicos de ponta que estão disponíveis na contemporaneidade, como computadores de alta velocidade a baixo custo, internet de banda larga, comunicação barata por satélite, TV aberta, além de memórias digitais de alta capacidade como DVDs ependrives, que combinadas com a atual redução de custos de estúdios e computação gráfica, permitem a viabilização da transferência dos recursos do cinema para o aluno carente, com aulas motivadoras e de altíssima qualidade através de vídeos, o que seria impensável em outras épocas”.

O projeto ainda aponta a possibilidade efetiva de acompanhamento e monitoramento do rendimento escolar de cada aluno através de sistemas especialmente elaborados para fornecer todo apoio que a moderna tecnologia permite, cruzando informações com a Secretaria de Educação e disponibilizando para Direc’s, diretores e professores. Isso tudo sem contar com um gigantesco banco de questões que funciona como uma super ferramenta de apoio didático-pedagógico ao professor na elaboração de aulas e avaliações mais eficientes.

São cinco os instrumentos de avaliação de resultados – hoje adotados pelo MEC – que serão tomados como parâmetros: a Prova Brasil e o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (SAEB) que serão aplicados em 2011, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) cujo desempenho dos alunos servem para serem beneficiados pelo Programa Universidade para Todos (PROUNI) e mais o Programme for International Students Assessment (PISA)  que é patrocinado pela Organization for Economic Co-Operation and Development (OECD) e que realiza  avaliações internacionais com ênfase em matemática e leitura com interpretação a cada 3 (três) anos, onde o Brasil entra como país convidado e a próxima avaliação será ainda em 2009.

“Para conhecer e debater a proposta, foram convidados além dos deputados da Casa, vários gestores públicos estaduais e municipais, na tentativa de poderem avaliar as reais possibilidades de adoção de parcerias para implementação nas escolas públicas”, assinalou o presidente da Comissão deputado estadual Bira Corôa (PT).

Sobre Juarez Duarte Bomfim 741 Artigos
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. E-mail para contato: [email protected]