Oposição na Assembleia critica fisiologismo de Wagner

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia
Logomarca do Jornal Grande Bahia

A oposição na Assembleia Legislativa utilizou o plenário hoje dia 18 de agosto de 2009 para criticar o fisiologismo do governo Jaques Wagner (PT) no preenchimentos dos cargos que ficaram vagos com a saída do PMDB da base aliada de Jaques Wagner (PT). Subiram à tribuna os deputados Paulo Azi (DEM), Heraldo Rocha (DEM), João Carlos Bacelar (PTN) e Carlos Gaban (DEM). Todos afirmaram que o governo está mais preocupado com a reeleição de Wagner do que em escolher quadros qualificados para a ocupação dos cargos.

“O governo chegou ao cúmulo de pedir a um presidente de um partido, no caso o PDT, para assumir uma secretaria. E pior: ameaça o mesmo presidente, afirmando que vai intervir no partido, por meios federais, para conseguir o que quer”, disse Gaban. O democrata afirmou que se o governador fosse um estadista preocupado com a gestão do estado aproveitaria a saída do PMDB para fazer uma reforma administrativa com base em critérios técnicos.

“Ninguém é inocente a ponto de achar que o governador não deve aceitar as indicações e pressões dos partidos de sua base. Mas que faça isso levando em conta também os critérios técnicos. Que aceite as indicações de velhos e novos aliados, mas que incorpore ao governo os melhores que possam ser indicados”, salientou Gaban. “Ao invés disso, o que estamos vendo é o governo leiloar cargos”, acrescentou. Para o democrata, falta visão administrativa ao governo Wagner.

Paulo Azi afirmou que “nunca na história desse estado se viu um governo tão loteado politicamente”. “Aliás, essa é a única coisa transparente nesse governo: o leilão dos cargos, que é escancarado, sem vergonha mesmo”.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113904 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]