O momento histórico de Pedro Archanjo | Por Juarez Duarte Bomfim

Ensaio fotográfico de Pedro Archanjo 2009, com o tema 'O momento histórico que nos contêm'.
Ensaio fotográfico de Pedro Archanjo 2009, com o tema 'O momento histórico que nos contêm'.

Intitulado ‘O momento histórico que nos contêm’, ensaio fotográfico de Pedro Archanjo está em exposição em Salvador, no Museu de Arte da Bahia (MAB), até 25 de agosto de 2009.

Ainda há tempo para visitar a Galeria do Museu de Arte da Bahia (Corredor da Vitória), em Salvador, e ver o interessantíssimo ensaio fotográfico de Pedro Archanjo, intitulado “O momento histórico que nos contém”, na verdade uma grande e primorosa instalação artística, numa área de mais de 200 metros quadrados.

Lembro do jovem Pedro Archanjo dando os primeiros passos na fotografia, ainda no distante início dos 1980, ao se matricular no curso de fotografia do SENAC – Aquidabã; a primeira máquina fotográfica, uma Yashica, comprada para registrar o movimento sindical do Vale do Rio São Francisco; e o primeiro laboratório fotográfico, improvisado em apartamento do Cabula.

 Numa noite insone, desfrutando de uma vista de cartão postal da janela do Edifício Nossa Senhora de Lourdes (Largo 2 de Julho), carinhosamente rebatizado de “Lurdinha” por seus condôminos, Pedro Archanjo viu o velho Mercado Modelo arder, e as labaredas de fogo subirem aos céus, rivalizando em altura com o Elevador Lacerda ali ao lado.

 Pedro não pensou duas vezes: desceu “a mil” a Ladeira do Contorno, naquela madrugada de 1984, e registrou com detalhes todo o sinistro. Daí surgiu o material fotográfico para a exposição “Laroiê”, saudação ao orixá Exu, o senhor dos caminhos, aqui erigido em senhor do fogo, destruição e transformação.

 A exitosa primeira exposição do fotógrafo Pedro Archanjo aconteceu no Museu de Arte Moderna da Bahia (Solar do Unhão) e vinha acompanhada de uma polêmica entrevista do cantor Mick Jagger ao santamarense Caetano Veloso, naquela época uma espécie de alterego do Brasil.

 Depois disso, sempre revia o amigo Pedro nas suarentas caminhadas do cortejo da Lavagem do Bomfim, com a sua máquina fotográfica em punho, fazendo antropologia visual. Trabalho este que seria ampliado para os terreiros de candomblé do Recôncavo, do qual surgiu o CD-Rom sobre a Influência da Cultura Africana na Bahia.

Pedro Archanjo além de fotógrafo é produtor cultural, curador de artes, organizador da Bienal do Recôncavo, do Festival de Filarmônicas, Festival de Samba de Roda do Médio Recôncavo, dirige o Centro Cultural Dannemann (São Felix) e está concluindo mestrado na Escola de Belas Artes da UFBA.

Mas ainda teve tempo para nos brindar com esta belíssima exposição fotográfica, resultado de um esforço pessoal e surpreendente unidade temática, apesar das fotografias terem sido produzidas em diversas metrópoles do globo: Londres, Madri, Barcelona, Zurique, Paris, Amsterdam, Hamburgo e… Salvador, é claro.

Visite a exposição. Ah… e vá com tempo suficiente para assistir o provocante filme “A sociedade do espetáculo” (1973), de Guy Debord.

Que: O momento histórico que nos contém, de Pedro Archanjo.

Onde: MAB – Museu de Arte da Bahia (Corredor da Vitória), Salvador

Quando: até 25 de agosto (terça), das 13 às 19h.
Site:

 Entrevista de Pedro Archanjo TV Bahia 25/05/09

Entrevista de Pedro Archanjo Soterópolis 21/05/2009

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Juarez Duarte Bomfim 742 Artigos
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. E-mail para contato: [email protected]