Comerciantes denunciam: Centro de Abastecimento está se tornando ponto de tráfico e consumo de drogas

Centro de Abastecimento de Feira de Santana abandonado pela administração de Tarcízio Pimenta.
Centro de Abastecimento de Feira de Santana abandonado pela administração de Tarcízio Pimenta.
Centro de Abastecimento de Feira de Santana abandonado pela administração de Tarcízio Pimenta.

Comerciantes que trabalham no Centro de Abastecimento de Feira de Santana, estiveram recentemente realizando manifestação em frente ao prédio da prefeitura Municipal para cobrar do prefeito Tarcízio Pimenta, providências visando modificar a situação de decadência e abandono em que se encontra aquele estabelecimento. Segundo os manifestantes, o local está sendo utilizado como ponto de consumo e tráfico de drogas. Também está se tornando um ponto atraente para abrigar mendigos e até mesmo para a prática de prostituição infantil.

O mais incrível é que tudo acontece sob a parcimônia e a tolerância dos poderes constituídos.  Ao ser entrevistado hoje, por uma emissora de rádio local, sobre o problema, o titular da Vara de Infância e Juventude da Comarca de Feira de Santana, juiz Walter Ribeiro, inicialmente, demonstrando certo desconforto com o tema, ele disse não poder fazer milagre e que o problema é da competência da Câmara Municipal e da prefeitura. Mais adiante, já mais relaxado e menos tenso foi mais ponderado em suas observações:”O problema tem a suas origens nas questões de distribuição de renda, educação, entre outros fatores”, admite ele.

Em síntese, o que a sociedade assistiu atônita foi representantes dos poderes constituídos praticamente fazer o jogo de gato e rato. No qual nenhum assume as suas responsabilidades.  O que ficou evidenciado foi à demonstração inequívoca da falência de nosso sistema tanto no judiciário como nos demais setores.  A continuar neste ritmo, em breve estaremos retrocedendo à barbárie. Se é que já não estamos vivenciando esta realidade.

Carlos Augusto
Sobre Carlos Augusto 9303 Artigos
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Ex-aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518) e a Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).