Colbert: de aliado a adversário político do governo Wagner

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Os debates políticos em Feira de Santana vêm ganhando cada vez mais espaço na mídia e o clima se acirrando na medida em que nos aproximamos das eleições em 2010. Com os acertos e alianças que estão sendo formatados pelos partidos, as principais lideranças no município e região começam a marcar posições. Exemplo emblemático é a postura adotada pelo deputado federal Colbert Martins (PMDB) que em suas mais recentes entrevistas deixa transparecer conceitos e opiniões diametralmente contrárias ao exposto, até bem pouco tempo atrás, por ele em relação ao governo Jaques Wagner.

Antes o deputado Colbert mantinha um discurso conciliador e prudente em relação ao governo baiano. Com a demissão de Ildes Ferreira, Secretaria de Ciência e Tecnologia, e com a entrega que terá de fazer de mais dois importantes cargos: CIRETRAN, Evandro Oliveira e DIREC, Moura Pinho. O governador de aliado do deputado passou a algoz, dentre as muitas queixas de Colbert, ele disse ter sido maltratado pelo governador, além de denunciar, só agora, que há muito tempo Ildes vinha sendo “fritado” e que o cargo dele vinha sendo negociado por Wagner.

Mas, recentement,e o deputado abandona o seu discurso contraditório e parte para adotar uma dialética futurologista. Imbuído desta nova faculdade divinatória ele avança na realização de vaticínios, obviamente negativos, sobre a postura a ser adotadas pelos aliados do governo em Feira. Do alto do Olimpo em que sempre se manteve, esta divindade política, ele garante que a partir de agora o governo só contará em Feira com o efetivo apoio do deputado petista José Neto, com relação a deputada Eliana Boaventura o apoio será inconsistente e o deputado federal Sérgio Carneiro vestirá a Camisa do Lula.

Daqui para frente o governo só contará com Zé Neto “vestindo e suando” a camisa. Eliana Boaventura “vestirá sem suar” e Sergio Carneiro “vestirá a camisa” de Lula,pois, há dúvidas se de fato “vestirá” a camisa de Wagner, isto porque,o seu pai(senador João Durval) sente-se preterido no atual governo e o filho(João Henrique)é inimigo político do governador.Assim, os laços familiares  podem ser grande complicador.Ainda que Sergio deseje “suar” a camisa de Wagner, o sentimento familiar por certo o travará.

 Apesar de sempre revelar a sua alegria de pertencer ao partido do presidente Lula, pelo qual foi eleito, vemos no semblante de Sérgio um certo desconforto, em razão do seu  pai e do seu irmão não comungarem com o mesmo pensamento em relação ao governador baiano.

Diante desse quadro, quem provavelmente carregará  o “standarte” de Wagner  em Feira,será o deputado José Neto, principal  opositor de Sergio,este, magoado com Neto,embora,por princípio, jamais confesse publicamente esse sentimento,fruto da tumultuada relação que tiveram durante a ultima campanha, quando disputaram a legenda para a chapa majoritária municipal.

Zé Neto é de temperamento explosivo, típico de quem esquece o passado, mas Sérgio é de temperamento calmo, típico de quem faz de conta que  perdoa,mas carrega para sempre  sentimento da ofensa.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113509 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]