ONU: Brasil, um dos 5 países mais atrativos para se investir

Relatório da Unctad diz que investidores escolheram China, Estados Unidos, Índia, Brasil e Rússia; Brasil subiu uma posição, neste ano, levando a Rússia para 5º lugar; país atraiu US$ 45,1 bilhões em 2008; apesar da crise.

Um relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento, Unctad, revela que o Brasil está entre os cinco países mais atrativos para investimentos estrangeiros diretos.

A “Pesquisa sobre Perspectivas para o Investimento Mundial 2009-2010 foi publicada nesta quarta-feira na sede da Unctad, em Genebra, na Suíça. Pelo documento, o próximo ano deve registrar uma recuperação lenta no número de investimentos estrangeiros diretos com um retorno mais signicativo apenas em 2011.

Brasil e Rússia

Segundo os entrevistados para o estudo, China, Estados Unidos, Índia, Brasil e Rússia seriam os melhores destinos para possíveis investimentos. O Brasil subiu uma posição, ultrapassando a Rússia.

No ano passado, o Brasil atraiu US$ 45,1 bilhões em investimentos, um crescimento de cerca de 30% se comparado ao ano anterior.

Segundo a agência, as empresas transnacionais foram fortemente afetadas pela recessão mundial.

Destaque

Quase seis em cada 10 entrevistados disseram ter reduzido seus negócios fora de casa.

O ex-secretário-geral da Unctad, Rubens Ricupero, disse à Rádio ONU, de São Paulo, que uma das razões para o destaque do Brasil com os investidores estrangeiros é o tamanho do mercado consumidor do país.

“Grande parte do comércio atacadista e de varejo no Brasil está em mãos de grandes cadeias estrangeiras como o Carrefour, como o Walmart. Este tipo de investimento se sente encorajado porque o Brasil está se consolidando num mercado consumidor cada vez maior.

Mão-de-Obra Barata

O fator que está contribuindo mais para que a economia do Brasil não decline tem sido exatamente o consumo das famílias e do governo”, explicou.

O relatório da Unctad revela que a mão-de-obra barata é um dos fatores-chave na hora de investir no exterior. As tendências de globalização medidas por produção, emprego, investimentos e vendas devem levar à recuperação do setor em 2011.

Os setores automotivo, de metais e químicos aparecem como os mais afetados pela crise. Os menos atingidos são os de agronegócios, serviços e farmacêuticos.

A pesquisa foi compilada com base em 241 respostas enviadas aos organizadores do estudo.

*Com informação da Rádio ONU.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 115091 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: editor@jornalgrandebahia.com.br.