Evolução do emprego em Feira de Santana

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Logomarca do Jornal Grande Bahia
Logomarca do Jornal Grande Bahia
Evolução do emprego em Feira de Santana.
Evolução do emprego em Feira de Santana.

Feira de Santana fecha semestre com 780 novos empregos

Com um saldo de 457 empregos criados em junho, Feira de Santana acumula 780 novos postos de trabalho em 2009. Este é o segundo mês consecutivo de crescimento do emprego no mercado formal (empregados com carteira de trabalho assinada). As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego, com análise do Centro de Estatística da CDL de Feira de Santana.

O saldo de junho é resultado da diferença entre as 2.624 admissões e os 2.167 desligamentos, gerando saldo positivo de 457 novos postos de trabalho.

Essa é mais uma informação positiva que, com outros indicadores recentes, a exemplo do crescimento de 4% nas vendas do comércio e da expansão de 7,5% na indústria, demonstram que é consistente a recuperação da economia baiana e feirense e que, possivelmente, estaremos dando um salto qualitativo entre o primeiro e o segundo semestre.

Setores econômicos

Os setores que mais se destacaram em Feira de Santana em abertura de postos de trabalho no mês foram, em ordem decrescente: Serviços (184), Construção Civil (158), Indústria de Transformação (74), Comércio (57) e Serviços Industrias de Utilidade Pública (2). Os setores de atividades que demitiram mais do que contrataram, ou seja, com saldos negativos foram: Agropecuária (-12), Extração Mineral (-6).

Primeiro semestre

Nos seis primeiros meses do ano, foram abertos 780 novos postos de trabalho com carteira assinada, diferença entre 15.544 admissões e 14.764 demissões, concentrados fundamentalmente em dois setores: Serviços (990) e Serviços Indústrias de Utilidade Pública* (282). Os resultados negativos da  Indústria de Transformação (-329) e do Comércio (-175) refletem menos dinamismo no semestre, mas com recuperação nos meses de maio e junho.

Com relação aos 10 municípios com maiores saldos de emprego em junho foram: Salvador (3.045), Juazeiro (1.154), Casa Nova (764), Feira de Santana (457), Vitória da Conquista (398), Barra do Choça (288), Encruzilhada (201), Correntina (145), Catu (145) e Maragogipe (138).

Na capital do Estado, foram registrados 3.045 novos empregos. Entretanto, em função dos desligamentos ocorridos em outros municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS), o saldo total da RMS ficou em 1.474 novos empregos. Em contrapartida, aproximadamente 75% das oportunidades de emprego surgidas em junho ficaram a cargo dos municípios do interior.

Tendência semelhante foi observada nacionalmente, uma vez que os grandes centros urbanos do país responderam, aproximadamente, por pouco mais de 20% das vagas geradas.

Tais resultados indicam que a descentralização econômica tem contribuído com o fortalecimento de pólos em outras regiões com diferentes vetores de desenvolvimento no interior do Estado.

* Serviços Industriais de Utilidade Pública: produção e distribuição de energia, tratamento e distribuição de água e correios.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 113876 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]