Deputado Emiliano defende exigência do diploma para exercício da profissão de jornalista | Por Oldack Miranda

Logomarca do Jornal Grande Bahia.
Logomarca do Jornal Grande Bahia.

Aconteceu no auditório do Sindicato dos Bancários da Bahia. Às 19h do dia 6 de julho de 2009, o sisudo deputado federal Emiliano José (PT-BA) colocou um “nariz de palhaço vermelho” enquanto a presidente do Sindicato dos Jornalistas da Bahia, Kardé Mourão, segurava uma enorme colher de pau, em alusão direta à agressiva declaração do ministro Gilmar Mendes, segundo a qual a profissão de jornalista precisava de diploma de curso superior tanto quanto a de cozinheiro.

Segundo Emiliano José, que foi professor da Faculdade de Comunicação da UFBA durante 25 anos muitos parlamentares estão felicíssimos com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) da não exigência do diploma de jornalista. “O ministro Gilmar Mendes tem sido atacado muito pela mídia. Talvez por isso ele e outros ministros tenham tomado essa decisão. Precisamos nos mobilizar e fortalecer o movimento em defesa do diploma, pois eles não esperavam essa reação. Temos que entrar nas redações, faculdades e outras entidades apitando e dizendo palavras de ordem. É importante levarmos essa discussão também para a próxima Conferência Nacional de Comunicação”.

Foi a segunda manifestação de protesto dos jornalistas baianos. Nesse mesmo 6 de julho eles se reuniram diante do prédio do Tribunal de Justiça da Bahia. Com “narizes de palhaço”, colher de pau na mão e fita preta na camisa.

*Por Oldack de Miranda é jornalista, escritor (foi co-autor do livro biográfico Lamarca, Capitão da Guerrilha), é Assessor de Comunicação e Ouvidor Especializado do DESENBAHIA – Agência de Fomento do Estado da Bahia S.A.

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112875 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]