500 anos de espoliação internacional no Brasil | Por Sérgio Jones

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Deputado federal Brizola Neto (PTD-RJ).
Deputado federal Brizola Neto (PTD-RJ).

Entrevista concedida a revista Caros Amigos, edição do mês de maio, pelo deputado federal do PDT Brizola Neto, aborda um tema bastante interessante: a defesa dos recursos naturais. Além de aproveitar a oportunidade para falar um  pouco sobre a sua trajetória política e da luta que vem travando contra a exploração das multinacionais. Na qual eu arrisco a reproduzir alguns trechos.

 Conforme denúncia veiculada por Neto, toda indústria de tecnologia de ponta é altamente dependente do nióbio (minério que contém óxido de nióbio  e dióxido de titânio) e cita como exemplo turbinas termoelétricas, de aviões entre outros setores da alta tecnologia.  Um fato que chama bastante atenção e de maior importância estratégica para o país é que 95% destas importantes reservas minerais, no mundo, se concentra em território brasileiro, em especial na Amazônia. Principalmente na localidade em que atualmente está demarcada a Reserva Raposa do Sol, toda ela inexplorada.

Entretanto, ele chama a atenção para o fato de existir outra mina em atividade em Araxá, Minas Gerais, na qual uma associação do grupo Moreira Sales com o grupo Rockefeller (Cia Brasileira de Metais – CBM) comercializam internacionalmente o nióbio a um preço abaixo do custo. O fato considerado mais grave pelo deputado é que mesmo sendo o único exportador do mundo deste minério de alto valor estratégico, o país até o presente momento  não determinou o preço do nióbio no mercado externo.

Outro ponto observado pelo parlamentar é que o preço de sua extração e refino fica superior ao valor cotado na bolsa de Londres, em média U$ 90 o Kilograma. Na jazida atualmente explorada em Araxá, ela é  responsável pela exportação de 90% do nióbio extraído. Fato em que Neto classifica como mais um exemplo deplorável da simbiose da burguesia nativa com os interesses escusos das grandes corporações multinacionais que engordam o imperialismo. Mesmo enfrentando todo tipo de adversidade, ao lado do deputado mineiro José Fernando Aparecido (PV),  ambos estão lutando na Câmara visando propor um novo marco regulatório na questão mineral no Brasil.

*Sérgio Jones, jornalista.

Banner do Governo da Bahia: Campanha 'Aqui é trabalho', veiculada nesta sexta-feira (04/11/2021).