Fernando Morais critica a mídia partidarizada | Por Oldack Miranda

O biógrafo e escritor Fernando Morais.
O biógrafo e escritor Fernando Morais.

Peguei ao acaso uma revista velha. A revista era “Língua Portuguesa”, de 2006, a editora não dizia o mês. A capa trazia o escritor e jornalista Fernando Morais, autor de livros que se tornaram famosos, como Olga, Chatô, A Ilha, Montenegro etc. Antes de explodir como grande escritor, Fernando Morais viveu rica carreira de jornalista, grandes coberturas no mundo inteiro.

Assim, a opinião dele sobre a imprensa pesa bastante, pelo menos para mim.

A imprensa perde leitura, não só para TV e Internet. A falta de credibilidade a tornou dispensável?, perguntou a revista.

Ele respondeu: “Toda generalização é perigosa, mas o que vem ocorrendo é uma partidarização, de maneira hipócrita, porque escondida do leitor. A “Veja”, símbolo disso, virou um partido de direita e não diz. Virou uma publicação sórdida. Acho que por ser eu chavista e fidelista, entrei na lista negra deles. “Na Toca dos leões” saiu em 2005 e não deram uma sílaba, mas tiveram de engolir o livro entre os mais vendidos…da própria Veja. Chegamos ao ponto em que os grandes veículos podem falar da gente o que bem entenderem porque perderam a importância. A informação vem pelo paralelo, que é a web (…) os jornais deixaram de ser o que eram e viraram unidades de negócio”.

É por isso que não jogo fora certos exemplares de revistas. Sempre é bom rever boas entrevistas. De lá para cá a imprensa só piorou.

Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 111058 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]