Chávez diz que CIA e Europa estão por trás de protestos no Irã

O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um site de notícias com publicações que abrangem as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador, dirigido e editado pelo jornalista e cientista social Carlos Augusto.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou, nesta quarta-feira, acreditar que a CIA (Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos) e países europeus estejam por trás dos protestos da oposição contra os resultados das eleições presidenciais no Irã.

As declarações foram feitas durante o encontro de chefes de Estado da Alba (Alternativa Bolivariana para as Américas) em Maracay, na Venezuela, que marcou adesão de Equador, São Vicente e Granadinas e Antígua e Barbuda ao bloco de orientação esquerdista.

Durante a cúpula, Chavéz reafirmou seu apoio ao presidente reeleito do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, e disse que sua vitória nas eleições do último dia 12 de junho foi “de acordo com todas as leis”.

“Começam a sair pesquisas de última hora e (dizem que) houve empate, depois que ganhamos (as eleições, dizem) que houve fraude.”

“As pessoas nas ruas (a oposição no Irã) têm atiradores, e por trás deles está a CIA e a mão imperial dos países europeus e dos Estados Unidos”, afirmou o presidente venezuelano.

“Ahmadinejad ganhou de acordo com todas as leis. Estamos absolutamente seguros disso. Conhecemos a realidade iraniana”, disse.

Embaixadores

As acusações de Chávez foram feitas no mesmo dia em que os governos de Estados Unidos e Venezuela confirmaram que irão restabelecer seus respectivos embaixadores em Caracas e Washington, nove meses depois da retirada dos diplomatas de seus postos por um desentendimento político.

O embaixador americano havia sido expulso da Venezuela em setembro do ano passado.

Na ocasião, Chávez afirmou que a medida era uma manifestação de solidariedade à Bolívia, que havia acusado o governo dos EUA de envolvimento em um suposto plano contra o presidente Evo Morales.

Após a expulsão, o governo americano respondeu solicitando o afastamento do embaixador venezuelano em Washington.

Clique Leia também na BBC Brasil: EUA e Venezuela decidem restabelecer embaixadores

Banner do JGB: Campanha ‘Siga a página do Jornal Grande Bahia no Google Notícias’.
Sobre Redação do Jornal Grande Bahia 112546 Artigos
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]